fbpx

Casas construídas com plástico reciclado

Casas construídas com plástico reciclado já são uma realidade

 Autora: Larissa Faria | msn.com/pt-br/noticias/meio-ambiente/ 

Após a revolução industrial, as indústrias ao redor do mundo perceberam que tinham um problema em mãos: o que fazer com materiais como o plástico, quando os produtos perdem sua finalidade de uso?

Afinal, a produção de lixo estava aumentando cada vez mais, e, com a expansão das cidades, os locais para descarte foram sendo cada vez mais reduzidos — ao mesmo tempo em que a poluição do meio ambiente foi aumentando.

A grande questão, na verdade, não era onde apenas sobre depositar os resíduos, mas se havia a possibilidade de dar um novo uso a eles, fechando a cadeia produtiva de maneira sustentável.

  © reprodução/Dezeen

Na década de 1970, começaram a surgir os estudos sobre a reciclagem de materiais, incluindo o plástico. Hoje, 50 anos depois, esta reutilização está tornando possível.

Exemplo disso são as casas modulares feitas de plástico reciclado, como as desenhadas pelo arquiteto Julien de Smedt em parceria com a startup norueguesa Othalo.

O projeto do arquiteto Julien de Smedt utiliza plástico 100% reciclado para levantar casas© reprodução/Dezeen/Casa.com.br O projeto do arquiteto Julien de Smedt utiliza plástico 100% reciclado para levantar casas

O programa que auxilia este projeto é o ONU Habitat, que tem como foco o desenvolvimento urbano de baixo custo em regiões como a África Subsaariana.

As acomodações idealizadas por Julien têm 60 metros quadrados cada, com a estrutura principal, incluindo as paredes, feitas com plástico 100% reciclado.

Elas são interligadas à galerias, terraços cobertos e ao ar livre, que são úteis tanto para proteger do sol quando para permitir uma boa ventilação nos ambientes.

A startup Othalo prevê aumentar a produção das casas com plástico reciclado no início de 2022, com o intuito de levantar também armazéns de alimentos e remédios, abrigos para refugiados, edifícios modulares para escolas e hospitais. 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: