Avalie-se !!! … antes de começar …

Você vai vender, comprar ou alugar? Não decida nada, sem antes, avaliar o imóvel em questão na Derville Imóveis.

 

Se a sua decisão é comprar um imóvel, você precisa saber quanto ele vale realmente no mercado. Comprar bem é o grande segredo. Se estiver acima ou abaixo do valor de mercado descubra esta razão. As expressões “mosca branca” ou “galinha morta” normalmente apresentam algum risco – será necessária uma precaução maior na avaliação que antecede qualquer decisão. Você precisará elaborar um plano. Agir sem um bom planejamento fará você perder trocar o seu sonho por um grande pesadelo.

Avaliação e Planejamento

Para desenvolver um bom plano você precisará dar alguns passos importantes. Vejamos quais:

A CAPACIDADE FINANCEIRA DE COMPRA

O primeiro passo, antes mesmo de decidir buscar um imóvel ideal, é se avaliar!

PRIMEIRO PASSO: AVALIE-SE!

Comece por verificar quanto você está disposto a pagar. E, para descobrir isso, precisamos entender quais são as suas possibilidades. Vamos chamar de “capacidade financeira”. Se você já tem um montante, você poderá pagar à vista, então, o próximo passo é encontrar um imóvel que caiba nesse montante ou o montante que você está disposto a desembolsar.

Mas, a maioria das pessoas não tem um montante disponível para a compra à vista. Mas, possui uma riqueza: a possibilidade de pagar mensalmente porções que possam se acumular num futuro distante. Existe um mecanismo para realizar esta possibilidade: o financiamento bancário. O Banco verificará se você tem a capacidade de pagar porções mensais, somadas às taxas que o Banco cobra para realizar este serviço e suas garantias (seguros) e ainda somadas aos juros pelo período (lucro que o Banco tem ao “adiantar” o dinheiro que você precisa para comprar seu imóvel hoje).

1 DADOS INICIAIS

Pouca gente sabe o quanto isto é importante para tomar a decisão certa. Vamos supor a seguinte situação com base nas exigências para financiamento da CAIXA (simulador):

Renda familiar: R$ 1.800,00 (é a soma das rendas de todas as pessoas que participarão de forma responsável para a compra e financiamento de um imóvel)

Poupança: R$ 14.400,00 (vamos supor que esta família tenha guardado durante 2 anos, ou seja, 24 meses, em torno de 30% da sua renda mensal, então 24 x R$ 540,00 = 14.400; esta quantia será usada uma parte para dar a entrada ao financiamento e o restante para a mudança e/ou compra do que for necessário no imóvel novo)

Idade: 36 anos (A idade da pessoa mais velha que que venha compor a renda familiar – nascida em 20/04/1978; data deste post: 30/03/2014)

Cidade: Curitiba/PR

2 CÁLCULOS INICIAIS

O resultado que obtenho através do simulador da CAIXA para este histórico é o seguinte:

Este financiamento é para uma pessoa: Resposta: Física
Qual tipo de financiamento você deseja? Resposta: Residencial
Possui imóvel na cidade selecionada? Resposta: Não
Qual é o valor aproximado do imóvel? Resposta: R$ 58.000,00
Qual é a renda bruta familiar? Resposta: R$ 1.800,00
Qual é a data de nascimento do comprador de maior idade?
Você deve ter entre 16 (se emancipado) e 80 anos e 6 meses:
Resposta: 20/04/1978
Somando-se todos os períodos trabalhados, você possui três (03) anos de trabalho sob o regime do FGTS?
O tempo de trabalho sob o regime do FGTS é igual à soma dos períodos trabalhados em uma ou mais empresas, consecutivos ou não, anotados na carteira de trabalho ou no extrato das contas do FGTS, ou, no caso de trabalhador avulso, em declaração do sindicato ou do órgão gestor da mão de obra
Resposta: Sim
Você ou o imóvel, objeto do financiamento, já foi beneficiado com subsídio concedido pelo FGTS/União? Resposta: Não
PRAZO FINANCIAMENTO VALOR DO IMÓVEL
180 meses R$ 51.861,60 R$ 58.000,00
240 meses R$ 60.505,21 R$ 67.000,00
360 meses R$ 72.606,27 R$ 81.000,00
3 RESUMO: A MELHOR OPÇÃO

Preço do imóvel: R$ 58.000,00 (segundo a minha capacidade financeira de compra)
Tempo: 180 meses (tempo de financiamento)
Entrada: R$ 6.138,40
Financiamento: R$ 51.861,60 (Saldo para financiamento)
Parcelas iniciais: R$ 496,36 (primeira parcela)
Parcelas finais: R$ 289,20 (últimas parcelas, no valor presente – estas parcelas são reajustadas anualmente)
Sistema de amortização: SAC

4 VERIFIQUE AGORA A SUA CAPACIDADE FINANCEIRA

Vamos entender como isso funciona! Agora você vai verificar em qual faixa de renda você se enquadra, e vai verificar qual é a sua capacidade financeira. Abaixo uma tabela para exemplo:

Idade: 36 anos (em 20/04/1978; data deste post: 30/03/2014)
Cidade: Curitiba/PR
Sistema de amortização: SAC
Tempo: 180 meses (MENOR tempo de financiamento)

4 COMO ENCONTRAR SUA CAPACIDADE FINANCEIRA

Na tabela abaixo cada coluna irá lhe apresentar o seguinte:

RENDA: É a soma dos rendimentos dos participantes que compõem a Renda Familiar

PREÇO DO IMÓVEL:

Segundo a sua capacidade financeira é o preço máximo para a compra de um imóvel

ENTRADA: Este valor deverá ser pago ao vendedor, antes do financiamento, será o início de pagamento

FINANCIAMENTO: Este valor é máximo concedido para Financiamento, segundo a Renda Familiar

INICIAL: No momento da aprovação do Financiamento, a parcela inicial será aproximadamente esta porque ainda serão acrescentadas as taxas e o seguro. Porém, já é possível ter uma ideia sobre o valor da parcela inicial

FINAL: No momento da aprovação do Financiamento, já será possível, ao valo de hoje (valor presente) saber quanto será a última parcela. Porém, não se esqueça que anualmente as parcelas são corrigidas, e ainda acrescentadas as taxas e o seguro

Encontre, agora, segundo a sua Renda a faixa de Preço do Imóvel que você vai comprar!

RENDA PREÇO DO IMÓVEL ENTRADA FINANCIAMENTO INICIAL FINAL
R$ 1.600,00 R$ 58.000,00 R$ 6.139,60 R$ 51.860,40 R$ 496,36 R$ 289,20
R$ 2.200,00 R$ 71.000,00 R$ 7.100,00 R$ 63.900,00 R$ 611,53 R$ 356,33
R$ 2.800,00 R$ 84.000,00 R$ 8.400,00 R$ 75.600,00 R$ 786,50 R$ 421,91
R$ 3.400,00 R$ 94.000,00 R$ 9.400,00 R$ 84.600,00 R$ 986,91 R$ 497,60
R$ 4.000,00 R$ 111.000,00 R$ 11.100,00 R$ 99.900,00 R$ 1.160,88 R$ 583,08
R$ 4.600,00 R$ 128.000,00 R$ 12.800,00 R$ 115.200,00 R$ 1.334,84 R$ 668,54
R$ 5.200,00 R$ 132.000,00 R$ 13.200,00 R$ 118.800,00 R$ 1.422,07 R$ 688,92
R$ 5.800,00 R$ 144.000,00 R$ 14.400,00 R$ 129.600,00 R$ 1.643,29 R$ 749,79
R$ 6.400,00 R$ 160.000,00 R$ 16.000,00 R$ 144.000,00 R$ 1.823,10 R$ 830,32
R$ 7.000,00 R$ 175.000,00 R$ 17.500,00 R$ 157.500,00 R$ 1.991,68 R$ 905,82
R$ 7.600,00 R$ 191.000,00 R$ 19.100,00 R$ 171.900,00 R$ 2.171,00 R$ 986,36
R$ 8.200,00 R$ 207.000,00 R$ 20.700,00 R$ 186.300,00 R$ 2.351,30 R$ 1.066,89
R$ 8.800,00 R$ 222.000,00 R$ 22.200,00 R$ 199.800,00 R$ 2.519,87 R$ 1.142,39
R$ 9.400,00 R$ 238.000,00 R$ 23.800,00 R$ 214.200,00 R$ 2.699,68 R$ 1.222,92
R$ 10.000,00 R$ 253.000,00 R$ 25.300,00 R$ 227.700,00 R$ 2.868,25 R$ 1.298,42
R$ 10.600,00 R$ 269.000,00 R$ 26.900,00 R$ 242.100,00 R$ 3.048,07 R$ 1.378,96
R$ 11.200,00 R$ 285.000 R$ 28.400,00 R$ 256.600,00 R$ 3.227,88 R$ 1.459,49
R$ 11.800,00 R$ 300.000,00 R$ 30.000,00 R$ 270.000,00 R$ 3.396,45 R$ 1.534,99

5 UMA CONSULTA ESPECÍFICA SOBRE “CAPACIDADE FINANCEIRA DE COMPRA”

6 AGORA FAÇA UM COMENTÁRIO

Você tem ainda alguma dúvida sobre CAPACIDADE FINANCEIRA DE COMPRA DE UM IMÓVEL? Você gostou ou não?

Um grande abraço!

Mobilidade Urbana

Na Avaliação Imobiliária um dos fatores a ser considerado é a mobilidade urbana. Para tanto, basta ler o que os governos em suas devidas escalas, se preocupam e investem.

Confira:

Ministro afirma que investir em mobilidade urbana é garantir a qualidade de vida da população

 Fonte: Assessoria de Comunicação Social, Ministério das Cidades

O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, disse nesta sexta-feira (17/01), durante o anúncio de R$ 2,55 bilhões para mobilidade urbana em Minas Gerais, que as obras são decisivas para a saúde da população por amenizarem o estresse sofrido pela população nos transportes públicos lotados e longos engarrafamentos.  “Quando se trata de mobilidade, estamos tratando da qualidade de vida das pessoas”, disse Aguinaldo Ribeiro.

Os recursos são do Pacto da Mobilidade Urbana, lançado pela presidenta em junho de 2013, que destinou R$ 50 bilhões para investimentos no setor. Do total de R$ 2,55 bilhões para Minas Gerais, R$ 1,284 bilhão são do Orçamento Geral da União (OGU) e R$ 1,271 bilhão de financiamento público com juros subsidiados.

Segundo o ministro, os recursos serão destinados à obras, como corredores exclusivos de ônibus, trem metropolitanos e metrô, que funcionarão de forma integrada. “Este é um esforço do Governo Federal para investir em transporte público de qualidade”, disse o ministro.

Para viabilizar as obras de mobilidade urbana, disse o ministro, é importante a parceria entre o Governo Federal, estadual e municipal por conta do volume de recursos.  “Essas parcerias são republicanas. É um tema que a presidenta Dilma considera importante porque há muito tempo não se investia em mobilidade urbana no país”, observou.

Em seu discurso, a presidenta Dilma Rousseff, disse que durante o seu governo, elevou os investimentos em mobilidade urbana. Nos últimos quatro anos, o Governo Federal investiu R$ 140 bilhões nestas obras, sendo que a maior parte são recursos do OGU e de financiamento público com juros subsidiados.

A presidenta também lembrou que o seu governo melhorou as condições dos empréstimos federais com o aumento do prazo de carência e de pagamento, que passou de sete anos para 30 anos. “Esse é o único jeito para que os estados e municípios possam investir. Ninguém investe em metrô e acha que o projeto vai se pagar em cinco anos”, afirmou.

Para o prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, os investimentos em mobilidade urbana ajudaram a enfrentar os problemas do trânsito e do transporte na cidade. “Mobilidade urbana leva ao progresso”, finalizou.

Confira aqui mais detalhes sobre os investimentos e obras