Reajuste de aluguel de Abril de 2018 pelo IGP-M de Março de 2018

igpm

IGP-M de Março de 2018 para reajustar seu aluguel de Abril/2018

CALCULAR O REAJUSTE ANUAL DO SEU ALUGUEL DE ABRIL DE 2018 COM O IGP-M DE MARÇO DE 2018, PASSO-A-PASSO

Houve uma pequena queda. Porém, ainda os aluguéis estão subindo.. Porque a maioria não sabe como funciona um contrato de aluguel. Por isso, resolvi escrever esta explicação para cada mês. Escrito de uma forma didática, passo-a-passo para facilitar a sua compreensão, com gráficos, imagens e vídeos. E, mesmo assim, se houver dúvida, preencha o formulário no final desta publicação.

Para isso, algumas informações importantes serão utilizadas a principal para este passo-a-passo é o indexador IGP-M. Ele foi publicado no final de Março, por isso, chamado de IGP-M de Março de 2018, publicado pela FGV Fundação Getúlio Vargas. Vamos lhe ajudar, neste passo-a-passo, a solucionar o cálculo do reajuste do seu aluguel e todos os procedimentos necessários, tanto para o inquilino (LOCATÁRIO), como para o proprietário (LOCADOR).

PERGUNTAS FREQUENTES DOS LEITORES

  • Quando fazer o reajuste do seu aluguel? Descubra primeiro qual é a sua data base ou aniversário do seu contrato para fazer o reajuste
  • Todo inicio de ano eu tenho que ajustar os alugueis? Não! O reajuste se faz anualmente na sua data base ou seja no aniversário do seu contrato
  • Como fazer o reajuste do seu aluguel? Você vai multiplicar o índice IGP-M pelo seu aluguel e depois você soma o resultado ao aluguel, isso, uma vez por ano, na data base ou seja no aniversário do seu contrato
  • O que pode e o que não pode fazer no reajuste do seu aluguel? No passo-a-passo você aprender como isso funciona

Então, vamos esclarecer …

Não importa em que dia do mês seu contrato iniciou, O que importa é o mês que iniciou. Que neste caso, é Abril! Qualquer que seja o dia, sempre será o mês que vai validar!

Apenas mudar de ano, ou seja, passar de um ano civil para o outro, não autoriza aumentar ou diminuir seu aluguel. Ele permanece com o mesmo valor todos meses. Cada mês que vence você paga o mesmo valor do primeiro mês até o último mês do contrato de 12 meses. Ou seja, até o dia da renovação.

Vamos supor que meu contrato iniciou em Abril de 2017, agora em Abril de 2018 ele será alterado através da renovação de contrato.

E o índice utilizado para essa renovação será IGP-M de Março de 2018!

Todos os meses, no final de cada mês, a FGV Fundação Getúlio Vargas publica os resultados de vários índices que compõem o IGP-M. Isto não significa que seu aluguel será corrigido todos meses, gerando assim, cada mês um valor de aluguel diferente. Não! Significa apenas que durante esse período que você está alugando, naquele mês algo aconteceu com a economia que gerou inflação, ou seja, seu dinheiro ficou “barato”, e daí você vai precisar de mais dinheiro para pagar as mesmas coisas. Ou, se, houve uma deflação, que é quando seu dinheiro ficou mais “caro”, ou melhor, você precisa de pouco dinheiro para comprar as mesmas coisas.

Um ano, 12 meses, é muito tempo. Muitas coisas podem acontecer. Então, prevalece calcular o seu reajuste ao término dos 12 meses. Assim, se faz o reajuste utilizando o IGP-M dos últimos 12 meses, o seu valor acumulado em 12 meses é de 0,20%.

Atualizando suas informações

Vamos identificar o que já descobrimos sobre seu contrato até agora:

Data do início do Contrato: Abril
Data do fim do Contrato: Março
Índice a ser utilizado: IGP-M de Março de 2018

Uma vez que você já saiba qual é o período do seu contrato, ou seja, início e fim, inicia em Abril de cada ano, e termina em Março de cada ano, agora você precisa saber sobre o INDEXADOR. Normalmente o indexador mais usado para contratos de aluguel tanto residencial como comercial é o IGP-M Índice Geral de Preços – Mercado, que é publicado pela FGV Fundação Getúlio Vargas nos últimos dias de Março. Para este mês usaremos IGP-M de Março de 2018.

INDEXADOR: IGP-M

Quando o seu contrato possui uma referência, ou seja, um indexador, tal como o IGP-M/FGV, fica mais fácil para calcular o reajuste. Basta multiplicar o valor acumulado dos últimos 12 meses. Desta vez utilizaremos o IGP-M de Março de 2018.

Por que reajustar o aluguel?

Mas, por que é preciso reajustar seu aluguel? O reajuste faz com que o aluguel não fique defasado diante da inflação ou deflação.

Atenção! Este é apenas um exemplo, o cálculo deste mês está a baixo, certo??

Saiba a diferença entre inflação e deflação:

  • Na inflação, você precisará de mais dinheiro para pagar o mesmo valor (poder de compra) do início do contrato que firmou. Por exemplo, seu aluguel no início era R$ 500,00, depois de 12 meses, a inflação acumulada em 12 meses atingiu +10%, ou seja, para pagar o mesmo valor inicial, será preciso mais dinheiro. Veja, você vai precisar de mais R$ 50,00 (10%). Então, seu aluguel de R$ 500,00 passará para R$ 550,00;
  • Já, na deflação, você precisará de menos dinheiro (o seu dinheiro valorizou, você terá mais pode de compra). Por exemplo, seu aluguel no início era R$ 500,00, depois de 12 meses, a inflação acumulada em 12 meses atingiu 10%, ou seja, para pagar o mesmo valor inicial, será preciso menos dinheiro. Veja, você vai precisar de menos R$ 50,00 (10%). Então, seu aluguel de R$ 500,00 passará para R$ 450,00

Deixe seu imóvel sob a administração da DERVILLE Imóveis solicite um orçamento para derville@dervilleimoveis.com.br.


PRIMEIRO PASSO! IGP-M de Março de 2018: Descobrir a sua data base para fazer o reajuste anual no tempo certo

Observe atentamente de acordo com a data que inicia o seu contrato de aluguel:

Data Base: JANEIRO

Data do inicio do Contrato: Janeiro
Data do fim do Contrato: Dezembro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Dezembro

JANEIRO 2014 | JANEIRO 2015 | JANEIRO 2016 | JANEIRO 2017 | JANEIRO 2018

Data Base: FEVEREIRO

Data do inicio do Contrato: Fevereiro
Data do fim do Contrato: Janeiro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Janeiro

FEVEREIRO 2014 | FEVEREIRO 2015 | FEVEREIRO 2016 | FEVEREIRO 2017 | FEVEREIRO 2018

Data Base: MARÇO

Data do inicio do Contrato: Março
Data do fim do Contrato: Fevereiro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Fevereiro

MARÇO 2014 | MARÇO 2015 | MARÇO 2016 | MARÇO 2017 | MARÇO 2018

Data Base: ABRIL

Data do inicio do Contrato: Abril
Data do fim do Contrato: Março
Índice a ser utilizado: IGP-M de Março

ABRIL 2014 | ABRIL 2015 | ABRIL 2016 | ABRIL 2017 | ABRIL 2018

Data Base: MAIO

Data do inicio do Contrato: Maio
Data do fim do Contrato: Abril
Índice a ser utilizado: IGP-M de Abril

MAIO 2014 | MAIO 2015 | MAIO 2016 | MAIO 2017 | MAIO 2018

Data Base: JUNHO

Data do inicio do Contrato: Junho
Data do fim do Contrato: Maio
Índice a ser utilizado: IGP-M de Maio

JUNHO 2014 | JUNHO 2015 | JUNHO 2016 | JUNHO 2017 | JUNHO 2018

Data Base: JULHO

Data do inicio do Contrato: Julho
Data do fim do Contrato: Junho
Índice a ser utilizado: IGP-M de Junho

JULHO 2014 | JULHO 2015 | JULHO 2016 | JULHO 2017 | JULHO 2018

Data Base: AGOSTO

Data do inicio do Contrato: Agosto
Data do fim do Contrato: Julho
Índice a ser utilizado: IGP-M de Julho

AGOSTO 2014 | AGOSTO 2015 | AGOSTO 2016 | AGOSTO 2017 | AGOSTO 2018

Data Base: SETEMBRO

Data do inicio do Contrato: Setembro
Data do fim do Contrato: Agosto
Índice a ser utilizado: IGP-M de Agosto

SETEMBRO 2014 | SETEMBRO 2015 | SETEMBRO 2016 | SETEMBRO 2017 | SETEMBRO 2018

Data Base: OUTUBRO

Data do inicio do Contrato: Outubro
Data do fim do Contrato: Setembro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Setembro

OUTUBRO 2014 | OUTUBRO 2015 | OUTUBRO 2016 | OUTUBRO 2017 | OUTUBRO 2018

Data Base: NOVEMBRO

Data do inicio do Contrato: Novembro
Data do fim do Contrato: Outubro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Outubro

NOVEMBRO 2014 | NOVEMBRO 2015 | NOVEMBRO 2016 | NOVEMBRO 2017 | NOVEMBRO 2018

Data Base: DEZEMBRO

Data do inicio do Contrato: Dezembro
Data do fim do Contrato: Novembro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Novembro

DEZEMBRO 2014 | DEZEMBRO 2015 | DEZEMBRO 2016 | DEZEMBRO 2017 | DEZEMBRO 2018


SEGUNDO PASSO: IGP-M de Março de 2018

As vantagens aumentam quando as informações são precisas. Quando as orientações profissionais dinamizam suas decisões. Portanto, trabalhar com a DERVILLE Imóveis torna-se um grande passo para o sucesso nos seus negócios imobiliários.

 

IGP-M de Março de 2018: O REAJUSTE ANUAL DO SEU ALUGUEL PARA CONTRATOS FIRMADOS EM ABRIL

Todos os meses, nos seus últimos dias, são publicados as informações do boletim da IBRE/FGV sobre o indexador “O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M)* avança 0,64% em março, ante 0,07% no mês anterior. Com este resultado, o índice acumula alta de 1,47% no ano e de 0,20% em 12 meses. Em março de 2017, o índice havia subido 0,01% e acumulava alta de 4,86% em 12 meses.”

Depois desta informação, o que você deve fazer?

O primeiro é entender os tipos de reajustes para o seu aluguel tanto residencial como comercial!

TIPOS DE REAJUSTES DE ALUGUEL

Antes de conhecer os tipos de reajustes permitidos, observe os tipos que são PROIBIDOS:

  • É PROIBIDO reajustar seu aluguel pela variação cambial de uma moeda estrangeira;
  • É PROIBIDO reajustar seu aluguel com base no salário mínimo.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)

Art. 17. É livre a convenção do aluguel, vedada a sua estipulação em moeda estrangeira e a sua vinculação à variação cambial ou ao salário mínimo.

Os reajustes para a locação são dois tipos:

  1. REAJUSTE ANUAL (para manter o poder de compra, em função da inflação ou deflação do período contratado, para tanto, usa-se um indexador – geralmente o IGP-M)
  2. REAJUSTE TRI-ANUAL (para assegurar a proporção da “renda” em função do valor de mercado do imóvel locado – que gira em torno de 0,5% a 1,1% para os imóveis residenciais)

Na hora de compor o contrato de locação tanto o Locador (Proprietário ou responsável pelo imóvel) como o Locatário (Inquilino) deverão escolher, de comum acordo, a forma que será estabelecida no que se refere aos reajustes durante o contrato ou na sua renovação anual. Por isso, não pode ficar mudando os detalhes durante o contrato firmado! Alguns escolhem pôr em seus contratos: “no maior índice” ou ainda uma relação de índices para serem escolhidos na hora do reajuste. Tudo isso leva a nulidade do contrato.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)

Art. 18. É lícito às partes fixar, de comum acordo, novo valor para o aluguel, bem como inserir ou modificar cláusula de reajuste.

IGP-M de Março de 2018: Reajuste anual

Este reajuste é para manter o poder de compra em função da inflação ou deflação do período do contratoIGP-M de Março de 2018

Este reajuste ocorre uma vez por ano no mês de aniversário do seu contrato ou DATA BASE.

Lembre-se que você mora 30 dias, depois paga pelo período que morou.

NÃO pode pagar para morar!

A Lei do Inquilinato é clara em dizer que você mora e depois paga pelo uso.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)

Art. 43. Constitui contravenção penal, punível com prisão simples de cinco dias a seis meses ou multa de três a doze meses do valor do último aluguel atualizado, revertida em favor do locatário:
I – exigir, por motivo de locação ou sublocação, quantia ou valor além do aluguel e encargos permitidos;
II – exigir, por motivo de locação ou sublocação, mais de uma modalidade de garantia num mesmo contrato de locação;
III – cobrar antecipadamente o aluguel, salvo a hipótese do art. 42 e da locação para temporada.

Na maioria dos contratos de locação, tanto residencial como comercial, o IGP-M é o indexador mais utilizado, pois é o que mais reflete a variação econômica para este segmento.

VAMOS CALCULAR COM O IGP-M DE MARÇO DE 2018: CONTRATOS FIRMADOS EM ABRIL

Portanto, para os contratos firmados em Abril de cada ano, serão feitos os seguintes cálculos:

  • Data do inicio do Contrato: Abril
  • Data do fim do Contrato: Março
  • Índice a ser utilizado: IGP-M de Março de 2018
  • Data Base (Aniversário) do Contrato: Abril/2017
  • Data de Reajuste do Contrato: Abril/2018
  • Data do Vencimento do Aluguel reajustado: 05/Maio/2018 (pode ser outra data em Maio/2018 – será a data que você vai pagar o aluguel)
  • Aluguel Atual: R$ 500 (EXEMPLO)
  • IGP-M acumulado nos últimos 12 meses: 0,20% (em decimais 0,002
Passo-a-passo o cálculo
A) TRANSFORME A PORCENTAGEM EM DECIMAL
0,20% dividido por 100 = 0,002
B) MULTIPLIQUE PELO ALUGUEL
R$ 500,000 x 0,002 = R$ 1,00
C) AGORA SOME O ALUGUEL + REAJUSTE
R$ 500,00 + R$ 1,00 = R$ 501,00

Portanto, o aluguel reajustado passará de R$ 500,00 para R$ 501,00 mensais para o período de Abril/2018 a Março/2018, sendo o seu primeiro vencimento em Maio/2018. Você está utilizando o IGP-M de Março de 2018!


NÃO SE ESQUEÇA DO RECIBO!!!

Quanto ao recibo de pagamento do aluguel Aluguel pago, gera-se um recibo por parte do Locador.

Isto é obrigatório!!!!.
LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)
Art. 44. Constitui crime de ação pública, punível com detenção de três meses
a um ano, que poderá ser substituída pela prestação de serviços à comunidade:
I – recusar se o locador ou sublocador, nas habitações coletivas multifamiliares, a fornecer recibo discriminado do aluguel e encargos

Reajuste tri-anual para assegurar a proporção do aluguel com o valor do imóvel

Outro reajuste é pelo valor de mercado que ocorre a cada 36 meses de contrato.

Como funciona

Entendendo que a cada 3 (três) anos ou 36 (trinta e seis) meses, muitas coisas podem mudar. Inflação ou deflação na economia. Quando a inflação ocorre, você vai precisar de mais dinheiro para comprar a mesma coisa que você comprava antes, então o preço sobe. Mas, se houver deflação, ocorrerá o contrário, o dinheiro valoriza, e com pouco dinheiro você comprará a mesma coisa, então os preços abaixam.

Faça o cálculo

Se você é proprietário de um imóvel e pretende ter renda com a locação então você deverá fazer um cálculo sobre o preço atual do seu imóvel. Vamos supor que seu imóvel valha em torno de R$ 105.180,00 e você pretenda ter uma renda de 0,5% (meio por cento) mensal. Num cálculo simples, teremos R$ 525,90. Claro que neste cálculo desprezamos uma série de fatores que não foram levados em conta. Mas, só para você ter uma ideia como isso funciona.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)
Art. 19. Não havendo acordo, o locador ou locatário, após três anos de vigência do contrato ou do acordo anteriormente realizado, poderão pedir revisão judicial do aluguel, a fim de ajustálo ao preço de mercado.

Como eu posso saber se já está na hora de fazer uma avaliação a preço de mercado?

Você deve ter um administrador para os contratos e para seus imóveis. Locação não é brincadeira. Você não pode negligenciar a renda do seu patrimônio. Você precisa de alguém que cuide de cada detalhe. Não basta conseguir um inquilino que pague em dia se o seu imóvel está sendo desvalorizado todos os dias! Agora veja se é o seu caso:

Período Meses de Contrato Indexador
ABR/15 – MAR/16 12 meses INÍCIO DE CONTRATO
ABR/16 –MAR/17 24 meses IGPM/FGV
ABR/17 – MAR/18 36 meses IGPM/FGV
ABR/18 – MAR/19 12 meses Valor de Mercado
ATENÇÃO!!!

Tanto o proprietário como a administradora da locação do imóvel, devem enviar um aviso com até 30 dias de antecedência ao inquilino e ao seu fiador comunicando a forma do reajuste que será adotado. Procure desenvolver um calendário de compromissos com os contratos e a locação. Para a Data Base: MARÇO, este aviso deverá ser feito até dia 30 de Fevereiro! Neste prazo o inquilino e seu fiador poderão:

  1. aceitar esta proposta de continuidade com o reajuste proposto, ou
  2. apresentar uma contra-proposta, ou
  3. negar a proposta escolhendo sair do imóvel em até 30 dias após o término do contrato.

Você poderá baixar um modelo de aviso: COMUNICADO DE REAJUSTE ANUAL DO ALUGUEL

Se você precisa alugar, então, consulte os imóveis que temos para locação! Aqui

AVALIAÇÃO IMOBILIÁRIA

Neste momento de reajuste, o proprietário (locador) e o inquilino (locatário) contratam um corretor de imóveis avaliador para lhes apresentar uma avaliação do imóvel no VALOR DE MERCADO, bem como o valor de mercado para a locação do imóvel em referência. A avaliação imobiliária custa em torno de 3% do valor do imóvel. Será gerado um documento sob a responsabilidade do corretor de imóveis perito avaliador credenciado, por isso é cobrado honorário por este serviço.

Solicite um orçamento na DERVILLE Imóveis – atendemos Curitiba e Região. Conheça os nossos serviços na Administração da Locação do seu imóvel DERVILLE IMÓVEIS – Avaliação Imobiliária Se você mora em Curitiba/PR ou Região Metropolitana ou São Paulo/SP ou Região Metropolitana, solicite um orçamento para avaliação do seu imóvel:

Se tiver alguma dúvida, agora você poderá contratar seu cálculo personalizado por R$ 87,00 (Oitenta e sete Reais). Com as seguintes orientações:

  • Conheça seu contrato
  • Planilha de controle de aluguel
  • Reajuste do seu aluguel
  • Respondendo suas dúvidas

Preencha este formulário:

DERVILLE Imóveis

(41) 99178-6464 – Vivo

(41) 99822-3411 – Tim WathsApp Telegram

Skype: derville.imoveis | derville@dervilleimoveis.com.br

Reajuste de aluguel de Março de 2018 pelo IGP-M de Fevereiro de 2018

igpm

IGP-M de Fevereiro de 2018 para reajustar seu aluguel de Março/2018

CALCULAR O REAJUSTE ANUAL DO SEU ALUGUEL DE MARÇO DE 2018 COM O IGP-M DE FEVEREIRO DE 2018, PASSO-A-PASSO

A partir deste mês o índice se apresenta positivo. Significa que os alugueis tendem a subir.. Porque a maioria não sabe como funciona um contrato de aluguel. Por isso, resolvi escrever esta explicação para cada mês. Escrito de uma forma didática, passo-a-passo para facilitar a sua compreensão, com gráficos, imagens e vídeos. E, mesmo assim, se houver dúvida, preencha o formulário no final desta publicação.

Para isso, algumas informações importantes serão utilizadas a principal para este passo-a-passo é o indexador IGP-M. Ele foi publicado no final de Fevereiro, por isso, chamado de IGP-M de Fevereiro de 2018, publicado pela FGV Fundação Getúlio Vargas. Vamos lhe ajudar, neste passo-a-passo, a solucionar o cálculo do reajuste do seu aluguel e todos os procedimentos necessários, tanto para o inquilino (LOCATÁRIO), como para o proprietário (LOCADOR).

PERGUNTAS FREQUENTES DOS LEITORES

  • Quando fazer o reajuste do seu aluguel? Descubra primeiro qual é a sua data base ou aniversário do seu contrato para fazer o reajuste
  • Todo inicio de ano eu tenho que ajustar os alugueis? Não! O reajuste se faz anualmente na sua data base ou seja no aniversário do seu contrato
  • Como fazer o reajuste do seu aluguel? Você vai multiplicar o índice IGP-M pelo seu aluguel e depois você soma o resultado ao aluguel, isso, uma vez por ano, na data base ou seja no aniversário do seu contrato
  • O que pode e o que não pode fazer no reajuste do seu aluguel? No passo-a-passo você aprender como isso funciona

Então, vamos esclarecer …

Não importa em que dia do mês seu contrato iniciou, O que importa é o mês que iniciou. Que neste caso, é Março! Qualquer que seja o dia, sempre será o mês que vai validar!

Apenas mudar de ano, ou seja, passar de um ano civil para o outro, não autoriza aumentar ou diminuir seu aluguel. Ele permanece com o mesmo valor todos meses. Cada mês que vence você paga o mesmo valor do primeiro mês até o último mês do contrato de 12 meses. Ou seja, até o dia da renovação.

Vamos supor que meu contrato iniciou em Março de 2017, agora em Março de 2018 ele será alterado através da renovação de contrato.

E o índice utilizado para essa renovação será IGP-M de Fevereiro de 2018!

Todos os meses, no final de cada mês, a FGV Fundação Getúlio Vargas publica os resultados de vários índices que compõem o IGP-M. Isto não significa que seu aluguel será corrigido todos meses, gerando assim, cada mês um valor de aluguel diferente. Não! Significa apenas que durante esse período que você está alugando, naquele mês algo aconteceu com a economia que gerou inflação, ou seja, seu dinheiro ficou “barato”, e daí você vai precisar de mais dinheiro para pagar as mesmas coisas. Ou, se, houve uma deflação, que é quando seu dinheiro ficou mais “caro”, ou melhor, você precisa de pouco dinheiro para comprar as mesmas coisas.

Um ano, 12 meses, é muito tempo. Muitas coisas podem acontecer. Então, prevalece calcular o seu reajuste ao término dos 12 meses. Assim, se faz o reajuste utilizando o IGP-M dos últimos 12 meses, o seu valor acumulado em 12 meses é de 0,42%.

Atualizando suas informações

Vamos identificar o que já descobrimos sobre seu contrato até agora:

Data do início do Contrato: Março
Data do fim do Contrato: Fevereiro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Fevereiro de 2018

Uma vez que você já saiba qual é o período do seu contrato, ou seja, início e fim, inicia em Março de cada ano, e termina em Fevereiro de cada ano, agora você precisa saber sobre o INDEXADOR. Normalmente o indexador mais usado para contratos de aluguel tanto residencial como comercial é o IGP-M Índice Geral de Preços – Mercado, que é publicado pela FGV Fundação Getúlio Vargas nos últimos dias de Fevereiro. Para este mês usaremos IGP-M de Fevereiro de 2018.

INDEXADOR: IGP-M

Quando o seu contrato possui uma referência, ou seja, um indexador, tal como o IGP-M/FGV, fica mais fácil para calcular o reajuste. Basta multiplicar o valor acumulado dos últimos 12 meses. Desta vez utilizaremos o IGP-M de Fevereiro de 2018.

Por que reajustar o aluguel?

Mas, por que é preciso reajustar seu aluguel? O reajuste faz com que o aluguel não fique defasado diante da inflação ou deflação.

Atenção! Este é apenas um exemplo, o cálculo deste mês está a baixo, certo??

Saiba a diferença entre inflação e deflação:

  • Na inflação, você precisará de mais dinheiro para pagar o mesmo valor (poder de compra) do início do contrato que firmou. Por exemplo, seu aluguel no início era R$ 500,00, depois de 12 meses, a inflação acumulada em 12 meses atingiu +10%, ou seja, para pagar o mesmo valor inicial, será preciso mais dinheiro. Veja, você vai precisar de mais R$ 50,00 (10%). Então, seu aluguel de R$ 500,00 passará para R$ 550,00;
  • Já, na deflação, você precisará de menos dinheiro (o seu dinheiro valorizou, você terá mais pode de compra). Por exemplo, seu aluguel no início era R$ 500,00, depois de 12 meses, a inflação acumulada em 12 meses atingiu 10%, ou seja, para pagar o mesmo valor inicial, será preciso menos dinheiro. Veja, você vai precisar de menos R$ 50,00 (10%). Então, seu aluguel de R$ 500,00 passará para R$ 450,00

Deixe seu imóvel sob a administração da DERVILLE Imóveis solicite um orçamento para derville@dervilleimoveis.com.br.


PRIMEIRO PASSO! IGP-M de Fevereiro de 2018: Descobrir a sua data base para fazer o reajuste anual no tempo certo

Observe atentamente de acordo com a data que inicia o seu contrato de aluguel:

Data Base: JANEIRO

Data do inicio do Contrato: Janeiro
Data do fim do Contrato: Dezembro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Dezembro

JANEIRO 2014 | JANEIRO 2015 | JANEIRO 2016 | JANEIRO 2017 | JANEIRO 2018

Data Base: FEVEREIRO

Data do inicio do Contrato: Fevereiro
Data do fim do Contrato: Janeiro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Janeiro

FEVEREIRO 2014 | FEVEREIRO 2015 | FEVEREIRO 2016 | FEVEREIRO 2017 | FEVEREIRO 2018

Data Base: MARÇO

Data do inicio do Contrato: Março
Data do fim do Contrato: Fevereiro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Fevereiro

MARÇO 2014 | MARÇO 2015 | MARÇO 2016 | MARÇO 2017 | MARÇO 2018

Data Base: ABRIL

Data do inicio do Contrato: Abril
Data do fim do Contrato: Março
Índice a ser utilizado: IGP-M de Março

ABRIL 2014 | ABRIL 2015 | ABRIL 2016 | ABRIL 2017 | ABRIL 2018

Data Base: MAIO

Data do inicio do Contrato: Maio
Data do fim do Contrato: Abril
Índice a ser utilizado: IGP-M de Abril

MAIO 2014 | MAIO 2015 | MAIO 2016 | MAIO 2017 | MAIO 2018

Data Base: JUNHO

Data do inicio do Contrato: Junho
Data do fim do Contrato: Maio
Índice a ser utilizado: IGP-M de Maio

JUNHO 2014 | JUNHO 2015 | JUNHO 2016 | JUNHO 2017 | JUNHO 2018

Data Base: JULHO

Data do inicio do Contrato: Julho
Data do fim do Contrato: Junho
Índice a ser utilizado: IGP-M de Junho

JULHO 2014 | JULHO 2015 | JULHO 2016 | JULHO 2017 | JULHO 2018

Data Base: AGOSTO

Data do inicio do Contrato: Agosto
Data do fim do Contrato: Julho
Índice a ser utilizado: IGP-M de Julho

AGOSTO 2014 | AGOSTO 2015 | AGOSTO 2016 | AGOSTO 2017 | AGOSTO 2018

Data Base: SETEMBRO

Data do inicio do Contrato: Setembro
Data do fim do Contrato: Agosto
Índice a ser utilizado: IGP-M de Agosto

SETEMBRO 2014 | SETEMBRO 2015 | SETEMBRO 2016 | SETEMBRO 2017 | SETEMBRO 2018

Data Base: OUTUBRO

Data do inicio do Contrato: Outubro
Data do fim do Contrato: Setembro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Setembro

OUTUBRO 2014 | OUTUBRO 2015 | OUTUBRO 2016 | OUTUBRO 2017 | OUTUBRO 2018

Data Base: NOVEMBRO

Data do inicio do Contrato: Novembro
Data do fim do Contrato: Outubro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Outubro

NOVEMBRO 2014 | NOVEMBRO 2015 | NOVEMBRO 2016 | NOVEMBRO 2017 | NOVEMBRO 2018

Data Base: DEZEMBRO

Data do inicio do Contrato: Dezembro
Data do fim do Contrato: Novembro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Novembro

DEZEMBRO 2014 | DEZEMBRO 2015 | DEZEMBRO 2016 | DEZEMBRO 2017 | DEZEMBRO 2018


SEGUNDO PASSO: IGP-M de Fevereiro de 2018

As vantagens aumentam quando as informações são precisas. Quando as orientações profissionais dinamizam suas decisões. Portanto, trabalhar com a DERVILLE Imóveis torna-se um grande passo para o sucesso nos seus negócios imobiliários.

 

IGP-M de Fevereiro de 2018: O REAJUSTE ANUAL DO SEU ALUGUEL PARA CONTRATOS FIRMADOS EM MARÇO

Todos os meses, nos seus últimos dias, são publicados as informações do boletim da IBRE/FGV sobre o indexador “O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) subiu 0,07% em fevereiro, contra 0,76% em janeiro, segundo dados da Fundação Getulio Vargas (FGV). Com este resultado, o índice acumula alta de 0,83% no ano e queda de 0,42% em 12 meses. Em fevereiro de 2017, o índice havia subido 0,08% e acumulava alta de 5,38% em 12 meses.”

Depois desta informação, o que você deve fazer?

O primeiro é entender os tipos de reajustes para o seu aluguel tanto residencial como comercial!

TIPOS DE REAJUSTES DE ALUGUEL

Antes de conhecer os tipos de reajustes permitidos, observe os tipos que são PROIBIDOS:

  • É PROIBIDO reajustar seu aluguel pela variação cambial de uma moeda estrangeira;
  • É PROIBIDO reajustar seu aluguel com base no salário mínimo.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)

Art. 17. É livre a convenção do aluguel, vedada a sua estipulação em moeda estrangeira e a sua vinculação à variação cambial ou ao salário mínimo.

Os reajustes para a locação são dois tipos:

  1. REAJUSTE ANUAL (para manter o poder de compra, em função da inflação ou deflação do período contratado, para tanto, usa-se um indexador – geralmente o IGP-M)
  2. REAJUSTE TRI-ANUAL (para assegurar a proporção da “renda” em função do valor de mercado do imóvel locado – que gira em torno de 0,5% a 1,1% para os imóveis residenciais)

Na hora de compor o contrato de locação tanto o Locador (Proprietário ou responsável pelo imóvel) como o Locatário (Inquilino) deverão escolher, de comum acordo, a forma que será estabelecida no que se refere aos reajustes durante o contrato ou na sua renovação anual. Por isso, não pode ficar mudando os detalhes durante o contrato firmado! Alguns escolhem pôr em seus contratos: “no maior índice” ou ainda uma relação de índices para serem escolhidos na hora do reajuste. Tudo isso leva a nulidade do contrato.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)

Art. 18. É lícito às partes fixar, de comum acordo, novo valor para o aluguel, bem como inserir ou modificar cláusula de reajuste.

IGP-M de Fevereiro de 2018: Reajuste anual

Este reajuste é para manter o poder de compra em função da inflação ou deflação do período do contratoIGP-M de Fevereiro de 2018

Este reajuste ocorre uma vez por ano no mês de aniversário do seu contrato ou DATA BASE.

Lembre-se que você mora 30 dias, depois paga pelo período que morou.

NÃO pode pagar para morar!

A Lei do Inquilinato é clara em dizer que você mora e depois paga pelo uso.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)

Art. 43. Constitui contravenção penal, punível com prisão simples de cinco dias a seis meses ou multa de três a doze meses do valor do último aluguel atualizado, revertida em favor do locatário:
I – exigir, por motivo de locação ou sublocação, quantia ou valor além do aluguel e encargos permitidos;
II – exigir, por motivo de locação ou sublocação, mais de uma modalidade de garantia num mesmo contrato de locação;
III – cobrar antecipadamente o aluguel, salvo a hipótese do art. 42 e da locação para temporada.

Na maioria dos contratos de locação, tanto residencial como comercial, o IGP-M é o indexador mais utilizado, pois é o que mais reflete a variação econômica para este segmento.

VAMOS CALCULAR COM O IGP-M DE FEVEREIRO DE 2018: CONTRATOS FIRMADOS EM MARÇO

Portanto, para os contratos firmados em Março de cada ano, serão feitos os seguintes cálculos:

  • Data do inicio do Contrato: Março
  • Data do fim do Contrato: Fevereiro
  • Índice a ser utilizado: IGP-M de Fevereiro de 2018
  • Data Base (Aniversário) do Contrato: Março/2017
  • Data de Reajuste do Contrato: Março/2018
  • Data do Vencimento do Aluguel reajustado: 05/Abril/2018 (pode ser outra data em Abril/2018 – será a data que você vai pagar o aluguel)
  • Aluguel Atual: R$ 500 (EXEMPLO)
  • IGP-M acumulado nos últimos 12 meses: 0,42% (em decimais 0,0042)
Passo-a-passo o cálculo
A) TRANSFORME A PORCENTAGEM EM DECIMAL
0,42% dividido por 100 = 0,0042
B) MULTIPLIQUE PELO ALUGUEL
R$ 500 x 0,0042 = R$ 2,10
C) AGORA SOME O ALUGUEL + REAJUSTE
R$ 500 + R$ 2,10 = R$ 502,10

Portanto, o aluguel reajustado passará de R$ 500 para R$ 502,10 mensais para o período de Março/2018 a Fevereiro/2018, sendo o seu primeiro vencimento em Abril/2018. Você está utilizando o IGP-M de Fevereiro de 2018!


NÃO SE ESQUEÇA DO RECIBO!!!

Quanto ao recibo de pagamento do aluguel Aluguel pago, gera-se um recibo por parte do Locador.

Isto é obrigatório!!!!.
LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)
Art. 44. Constitui crime de ação pública, punível com detenção de três meses
a um ano, que poderá ser substituída pela prestação de serviços à comunidade:
I – recusar se o locador ou sublocador, nas habitações coletivas multifamiliares, a fornecer recibo discriminado do aluguel e encargos

Reajuste tri-anual para assegurar a proporção do aluguel com o valor do imóvel

Outro reajuste é pelo valor de mercado que ocorre a cada 36 meses de contrato.

Como funciona

Entendendo que a cada 3 (três) anos ou 36 (trinta e seis) meses, muitas coisas podem mudar. Inflação ou deflação na economia. Quando a inflação ocorre, você vai precisar de mais dinheiro para comprar a mesma coisa que você comprava antes, então o preço sobe. Mas, se houver deflação, ocorrerá o contrário, o dinheiro valoriza, e com pouco dinheiro você comprará a mesma coisa, então os preços abaixam.

Faça o cálculo

Se você é proprietário de um imóvel e pretende ter renda com a locação então você deverá fazer um cálculo sobre o preço atual do seu imóvel. Vamos supor que seu imóvel valha em torno de R$ 105.180,00 e você pretenda ter uma renda de 0,5% (meio por cento) mensal. Num cálculo simples, teremos R$ 525,90. Claro que neste cálculo desprezamos uma série de fatores que não foram levados em conta. Mas, só para você ter uma ideia como isso funciona.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)
Art. 19. Não havendo acordo, o locador ou locatário, após três anos de vigência do contrato ou do acordo anteriormente realizado, poderão pedir revisão judicial do aluguel, a fim de ajustálo ao preço de mercado.

Como eu posso saber se já está na hora de fazer uma avaliação a preço de mercado?

Você deve ter um administrador para os contratos e para seus imóveis. Locação não é brincadeira. Você não pode negligenciar a renda do seu patrimônio. Você precisa de alguém que cuide de cada detalhe. Não basta conseguir um inquilino que pague em dia se o seu imóvel está sendo desvalorizado todos os dias! Agora veja se é o seu caso:

Período Meses de Contrato Indexador
MAR/15 – FEV/16 12 meses INÍCIO DE CONTRATO
MAR/16 –FEV/17 24 meses IGPM/FGV
MAR/17 – FEV/18 36 meses IGPM/FGV
MAR/18 – FEV/19 12 meses Valor de Mercado
ATENÇÃO!!!

Tanto o proprietário como a administradora da locação do imóvel, devem enviar um aviso com até 30 dias de antecedência ao inquilino e ao seu fiador comunicando a forma do reajuste que será adotado. Procure desenvolver um calendário de compromissos com os contratos e a locação. Para a Data Base: FEVEREIRO, este aviso deverá ser feito até dia 30 de Janeiro! Neste prazo o inquilino e seu fiador poderão:

  1. aceitar esta proposta de continuidade com o reajuste proposto, ou
  2. apresentar uma contra-proposta, ou
  3. negar a proposta escolhendo sair do imóvel em até 30 dias após o término do contrato.

Você poderá baixar um modelo de aviso: COMUNICADO DE REAJUSTE ANUAL DO ALUGUEL

Se você precisa alugar, então, consulte os imóveis que temos para locação! Aqui

AVALIAÇÃO IMOBILIÁRIA

Neste momento de reajuste, o proprietário (locador) e o inquilino (locatário) contratam um corretor de imóveis avaliador para lhes apresentar uma avaliação do imóvel no VALOR DE MERCADO, bem como o valor de mercado para a locação do imóvel em referência. A avaliação imobiliária custa em torno de 3% do valor do imóvel. Será gerado um documento sob a responsabilidade do corretor de imóveis perito avaliador credenciado, por isso é cobrado honorário por este serviço.

Solicite um orçamento na DERVILLE Imóveis – atendemos Curitiba e Região. Conheça os nossos serviços na Administração da Locação do seu imóvel DERVILLE IMÓVEIS – Avaliação Imobiliária Se você mora em Curitiba/PR ou Região Metropolitana ou São Paulo/SP ou Região Metropolitana, solicite um orçamento para avaliação do seu imóvel:

Se tiver alguma dúvida, agora você poderá contratar seu cálculo personalizado por R$ 87,00 (Oitenta e sete Reais). Com as seguintes orientações:

  • Conheça seu contrato
  • Planilha de controle de aluguel
  • Reajuste do seu aluguel
  • Respondendo suas dúvidas

Preencha este formulário:

DERVILLE Imóveis

(41) 99178-6464 – Vivo

(41) 99822-3411 – Tim WathsApp Telegram

Skype: derville.imoveis | derville@dervilleimoveis.com.br

Pedidos de revisão do IPTU e da Taxa de Lixo: somam menos de 1% do total

Pedidos de revisão do IPTU e da Taxa de Lixo somam menos de 1% do total

Agência de Notícias da Prefeitura de Curitiba | 19/02/2018 15:30:00

A Prefeitura de Curitiba recebeu este ano 6.351 solicitações de processos administrativos solicitando mudanças nos boletos de IPTU/Taxa de Coleta de Lixo.

revisão do IPTU e da Taxa de Lixo
Pedidos de revisão do IPTU e da Taxa de Lixo somam menos de 1% do total.
Curitiba, 2018.
Foto: Luiz Costa/SMCS

Essas solicitações representam menos de 1% dos cerca de 700 mil boletos lançados.

A maior parte (3.335 casos, ou 0,4% do total de lançamentos) refere-se a solicitações de alteração cadastral do imóvel, que ocorre quando o perfil do imóvel foi alterado e essa mudança ainda não havia sido registrada na Prefeitura – é o caso, por exemplo, de aumento ou redução da área construída.

Os pedidos de cancelamento da taxa de lixo somaram 581 processos (0,08% do total lançado). A partir deste ano, a taxa passou a ser cobrada do conjunto dos beneficiários do serviço – até então, o pagamento estava atrelado às regras de abatimento do IPTU, que resultava também em descontos e isenções no serviço. (Clique aqui e saiba mais.)

Trata-se de uma medida para distribuir melhor os custos e amenizar o déficit de cerca de R$ 80 milhões que a prefeitura vinha arcando com o serviço. Passaram a pagar a taxa clubes, igrejas, associações, imóveis isentos, entre outros.

revisão do IPTU e da Taxa de Lixo
Pedidos de revisão do IPTU e da Taxa de Lixo somam menos de 1% do total.
Curitiba, 2018.
Foto: Luiz Costa/SMCS
Pedidos de revisão do IPTU e da Taxa de Lixo somam menos de 1% do total.
Curitiba, 2018.
Foto: Luiz Costa/SMCS

Outros itens solicitados pelos contribuintes foram revisão do IPTU (492 casos), redução para aposentado (451), desmembramento em condomínio (247), revisão dos dados cadastrais (206), redução por área verde (183), depreciação do valor venal (117), entre outros (739).

Não existe um prazo limite para as respostas de cada pedido, mas a prefeitura deve zerar essas pendências neste primeiro semestre – as análises dos pedidos de isenção da taxa de lixo irão passar por análise socioeconômica pormenorizada de cada caso.

O pagamento fica suspenso enquanto os processos são analisados.

Horário brasileiro de verão termina neste domingo dia 18 de fevereiro

Horário Verão

Horário brasileiro de verão termina neste domingo dia 18 de fevereiro

Horário brasileiro de verão termina: Por que ele existe?

O horário de verão entrou em vigor no dia 15 de outubro de 2017 e hoje completa 04 meses de duração.

Em 2017 o governo federal chegou a avaliar o fim do horário de verão, pois um estudo do Ministério de Minas e Energia apontou que o programa já não é mais tão efetivo quanto antes. O estudo mostrou que a intensidade de consumo de energia elétrica estava mais ligada à temperatura do que ao horário, com picos nas horas mais quentes do dia.

Horário brasileiro de verão termina: Quando?

Para alívio de alguns, termina neste fim de semana, 18 de fevereiro de 2018, o Horário de Verão Brasileiro.

Horário brasileiro de verão termina: Onde?

Termina em 10 Estados do país:

  • Distrito Federal
  • Goiás
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Minas Gerais
  • Espírito Santo
  • Rio de Janeiro
  • São Paulo
  • Paraná
  • Santa Catarina
  • Rio Grande do Sul

Horário brasileiro de verão termina: Atrasar 1 hora

À meia-noite de domingo, os relógios devem ser atrasados em 1 hora. Tradição no Brasil, o Horário de Verão existe desde 1985.

Horário brasileiro de verão termina: Como as pessoas reagem?

Muito questionado por parte da população, por incomodar quem tem uma rotina de acordar muito cedo para trabalhar ou estudar, o governo federal ainda usa a manobra do horário de verão devido ao sobrecarregamento do sistema elétrico. Atualmente, mesmo com os dias mais longos, o uso de energia elétrica durante o período chega perto da neutralidade. Além disso, alguns setores econômicos, como o de varejo e de esporte, se beneficiam economicamente com um período prolongado de luz natural.

Horário brasileiro de verão termina: O que fazer?

Após o fim do horário de verão, os fusos horários do Brasil voltam a normalidade, com o leste do Amazonas e os estados de Roraima e Rondônia com 1 hora de atraso em relação a Brasília, enquanto oeste do Amazonas e Acre ficam 2 horas atrás.

Reajuste de aluguel de Fevereiro de 2018 pelo IGP-M de Janeiro de 2018

igpm

IGP-M de Janeiro de 2018 para reajustar seu aluguel de Fevereiro/2018

CALCULAR O REAJUSTE ANUAL DO SEU ALUGUEL DE FEVEREIRO DE 2018 COM O IGP-M DE JANEIRO DE 2018, PASSO-A-PASSO

A dificuldade em entender a questão de reajustar o seu aluguel ocorre principalmente no início do ano. Porque a maioria não sabe como funciona um contrato de aluguel. Por isso, resolvi escrever esta explicação para cada mês. Escrito de uma forma didática, passo-a-passo para facilitar a sua compreensão, com gráficos, imagens e vídeos. E, mesmo assim, se houver dúvida, preencha o formulário no final desta publicação.

Para isso, algumas informações importantes serão utilizadas a principal para este passo-a-passo é o indexador IGP-M. Ele foi publicado no final de novembro, por isso, chamado de IGP-M de Janeiro de 2018, publicado pela FGV Fundação Getúlio Vargas. Vamos lhe ajudar, neste passo-a-passo, a solucionar o calculo do reajuste do seu aluguel e todos os procedimentos necessários, tanto para o inquilino (LOCATÁRIO), como para o proprietário (LOCADOR).

PERGUNTAS FREQUENTES DOS LEITORES

  • Quando fazer o reajuste do seu aluguel? Descubra primeiro qual é a sua data base ou aniversário do seu contrato para fazer o reajuste
  • Todo inicio de ano eu tenho que ajustar os alugueis? Não! O reajuste se faz anualmente na sua data base ou seja no aniversário do seu contrato
  • Como fazer o reajuste do seu aluguel? Você vai multiplicar o índice IGP-M pelo seu aluguel e depois você soma o resultado ao aluguel, isso, uma vez por ano, na data base ou seja no aniversário do seu contrato
  • O que pode e o que não pode fazer no reajuste do seu aluguel? No passo-a-passo você aprender como isso funciona

IGP-M de Dezembro de 2017

Então, vamos esclarecer …

Não importa em que dia do mês seu contrato iniciou, O que importa é o mês que iniciou. Que neste caso, é FEVEREIRO! Qualquer que seja o dia, sempre será o mês que vai validar!

Apenas mudar de ano, ou seja, passar de um ano civil para o outro, não autoriza aumentar ou diminuir seu aluguel. Ele permanece com o mesmo valor todos meses. Cada mês que vence você paga o mesmo valor do primeiro mês até o último mês do contrato de 12 meses. Ou seja, até o dia da renovação.

Vamos supor que meu contrato iniciou em FEVEREIRO de 2017, agora em FEVEREIRO de 2018 ele será alterado através da renovação de contrato.

E o índice utilizado para essa renovação será IGP-M de Janeiro de 2018!

Todos os meses, no final de cada mês, a FGV Fundação Getúlio Vargas publica os resultados de vários índices que compõem o IGP-M. Isto não significa que seu aluguel será corrigido todos meses, gerando assim, cada mês um valor de aluguel diferente. Não! Significa apenas que durante esse período que você está alugando, naquele mês algo aconteceu com a economia que gerou inflação, ou seja, seu dinheiro ficou “barato”, e daí, você vai precisar de mais dinheiro para pagar as mesmas coisas. Ou, se, houve uma deflação, que é quando seu dinheiro ficou mais “caro”, ou melhor, você precisa de pouco dinheiro para comprar as mesmas coisas.

Um ano, 12 meses, é muito tempo. Muitas coisas podem acontecer. Então, prevalece calcular o seu reajuste ao término dos 12 meses. Assim, se faz o reajuste utilizando o IGP-M dos últimos 12 meses, o seu valor acumulado em 12 meses. Neste caso foi “negativo” IGP-M de Janeiro de 2018 é de 0,41%.

Atualizando suas informações

Vamos identificar o que já descobrimos sobre seu contrato até agora:

Data do inicio do Contrato: Fevereiro
Data do fim do Contrato: Janeiro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Janeiro de 2018

Uma vez que você já saiba qual é o período do seu contrato, ou seja, início e fim, inicia em FEVEREIRO de cada ano, e termina em JANEIRO de cada ano, agora você precisa saber sobre o INDEXADOR. Normalmente o indexador mais usado para contratos de aluguel tanto residencial como comercial é o IGP-M Índice Geral de Preços – Mercado, que é publicado pela FGV Fundação Getúlio Vargas nos últimos dias de JANEIRO. Para este mês usaremos IGP-M de Janeiro de 2018.

INDEXADOR: IGP-M

Quando o seu contrato possui uma referência, ou seja, um indexador, tal como o IGP-M/FGV, fica mais fácil para calcular o reajuste. Basta multiplicar o valor acumulado dos últimos 12 meses. Desta vez utilizaremos o IGP-M de Dezembro de 2017.

Por que reajustar o aluguel?

Mas, por que é preciso reajustar seu aluguel? O reajuste faz com que o aluguel não fique defasado diante da inflação ou deflação.

Atenção! Este é apenas um exemplo, o cálculo deste mês está a baixo, certo??

Saiba a diferença entre inflação e deflação:

  • Na inflação, você precisará de mais dinheiro para pagar o mesmo valor (poder de compra) do início do contrato que firmou. Por exemplo, seu aluguel no início era R$ 500,00, depois de 12 meses, a inflação acumulada em 12 meses atingiu +10%, ou seja, para pagar o mesmo valor inicial, será preciso mais dinheiro. Veja, você vai precisar de mais R$ 50,00 (10%). Então, seu aluguel de R$ 500,00 passará para R$ 550,00;
  • Já, na deflação, você precisará de menos dinheiro (o seu dinheiro valorizou, você terá mais pode de compra). Por exemplo, seu aluguel no início era R$ 500,00, depois de 12 meses, a inflação acumulada em 12 meses atingiu 10%, ou seja, para pagar o mesmo valor inicial, será preciso menos dinheiro. Veja, você vai precisar de menos R$ 50,00 (10%). Então, seu aluguel de R$ 500,00 passará para R$ 450,00

Deixe seu imóvel sob a administração da DERVILLE Imóveis solicite um orçamento para derville@dervilleimoveis.com.br.


PRIMEIRO PASSO! IGP-M de Janeiro de 2018: Descobrir a sua data base para fazer o reajuste anual no tempo certo

Observe atentamente de acordo com a data que inicia o seu contrato de aluguel:

Data Base: JANEIRO

Data do inicio do Contrato: Janeiro
Data do fim do Contrato: Dezembro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Dezembro

JANEIRO 2014 | JANEIRO 2015 | JANEIRO 2016 | JANEIRO 2017 | JANEIRO 2018

Data Base: FEVEREIRO

Data do inicio do Contrato: Fevereiro
Data do fim do Contrato: Janeiro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Janeiro

FEVEREIRO 2014 | FEVEREIRO 2015 | FEVEREIRO 2016 | FEVEREIRO 2017 | FEVEREIRO 2018

Data Base: MARÇO

Data do inicio do Contrato: Março
Data do fim do Contrato: Fevereiro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Fevereiro

MARÇO 2014 | MARÇO 2015 | MARÇO 2016 | MARÇO 2017 | MARÇO 2018

Data Base: ABRIL

Data do inicio do Contrato: Abril
Data do fim do Contrato: Março
Índice a ser utilizado: IGP-M de Março

ABRIL 2014 | ABRIL 2015 | ABRIL 2016 | ABRIL 2017 | ABRIL 2018

Data Base: MAIO

Data do inicio do Contrato: Maio
Data do fim do Contrato: Abril
Índice a ser utilizado: IGP-M de Abril

MAIO 2014 | MAIO 2015 | MAIO 2016 | MAIO 2017 | MAIO 2018

Data Base: JUNHO

Data do inicio do Contrato: Junho
Data do fim do Contrato: Maio
Índice a ser utilizado: IGP-M de Maio

JUNHO 2014 | JUNHO 2015 | JUNHO 2016 | JUNHO 2017 | JUNHO 2018

Data Base: JULHO

Data do inicio do Contrato: Julho
Data do fim do Contrato: Junho
Índice a ser utilizado: IGP-M de Junho

JULHO 2014 | JULHO 2015 | JULHO 2016 | JULHO 2017 | JULHO 2018

Data Base: AGOSTO

Data do inicio do Contrato: Agosto
Data do fim do Contrato: Julho
Índice a ser utilizado: IGP-M de Julho

AGOSTO 2014 | AGOSTO 2015 | AGOSTO 2016 | AGOSTO 2017 | AGOSTO 2018

Data Base: SETEMBRO

Data do inicio do Contrato: Setembro
Data do fim do Contrato: Agosto
Índice a ser utilizado: IGP-M de Agosto

SETEMBRO 2014 | SETEMBRO 2015 | SETEMBRO 2016 | SETEMBRO 2017 | SETEMBRO 2018

Data Base: OUTUBRO

Data do inicio do Contrato: Outubro
Data do fim do Contrato: Setembro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Setembro

OUTUBRO 2014 | OUTUBRO 2015 | OUTUBRO 2016 | OUTUBRO 2017 | OUTUBRO 2018

Data Base: NOVEMBRO

Data do inicio do Contrato: Novembro
Data do fim do Contrato: Outubro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Outubro

NOVEMBRO 2014 | NOVEMBRO 2015 | NOVEMBRO 2016 | NOVEMBRO 2017 | NOVEMBRO 2018

Data Base: DEZEMBRO

Data do inicio do Contrato: Dezembro
Data do fim do Contrato: Novembro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Novembro

DEZEMBRO 2014 | DEZEMBRO 2015 | DEZEMBRO 2016 | DEZEMBRO 2017 | DEZEMBRO 2018


SEGUNDO PASSO: IGP-M de Dezembro de 2017

As vantagens aumentam quando as informações são precisas. Quando as orientações profissionais dinamizam suas decisões. Portanto, trabalhar com a DERVILLE Imóveis torna-se um grande passo para o sucesso nos seus negócios imobiliários.

IGP-M de Dezembro de 2017

IGP-M de Janeiro de 2018: O REAJUSTE ANUAL DO SEU ALUGUEL PARA CONTRATOS FIRMADOS EM FEVEREIRO

Olá! Todos os meses, nos seus últimos dias, são publicados as informações do boletim da IBRE/FGV sobre o indexador “O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) registrou variação de 0,76%, em janeiro. Em dezembro, o índice variou 0,89%. Em janeiro de 2017, a variação foi de 0,64%. Em 12 meses, o IGP-M registrou taxa de -0,41%. Os três componentes do IGP-M apresentaram as seguintes trajetórias, na passagem de dezembro para janeiro: IPA, de 1,24% para 0,91%, IPC, de 0,30% para 0,56%, e INCC, de 0,14% para 0,28%.”

Depois desta informação, o que você deve fazer?

O primeiro é entender os tipos de reajustes para o seu aluguel tanto residencial como comercial!

TIPOS DE REAJUSTES DE ALUGUEL

Antes de conhecer os tipos de reajustes permitidos, observe os tipos que são PROIBIDOS:

  • É PROIBIDO reajustar seu aluguel pela variação cambial de uma moeda estrangeira;
  • É PROIBIDO reajustar seu aluguel com base no salário mínimo.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)

Art. 17. É livre a convenção do aluguel, vedada a sua estipulação em moeda estrangeira e a sua vinculação à variação cambial ou ao salário mínimo.

Os reajustes para a locação são dois tipos:

  1. REAJUSTE ANUAL (para manter o poder de compra, em função da inflação ou deflação do período contratado, para tanto, usa-se um indexador – geralmente o IGP-M)
  2. REAJUSTE TRI-ANUAL (para assegurar a proporção da “renda” em função do valor de mercado do imóvel locado – que gira em torno de 0,5% a 1,0% para os residenciais)

Na hora de compor o contrato de locação tanto o Locador (Proprietário ou responsável pelo imóvel) como o Locatário (Inquilino) deverão escolher, de comum acordo, a forma que será estabelecida no que se refere aos reajustes durante o contrato ou na sua renovação anual. Por isso, não pode ficar mudando os detalhes durante o contrato firmado! Alguns escolhem pôr em seus contratos: “no maior índice” ou ainda uma relação de índices para serem escolhidos na hora do reajuste. Tudo isso leva a nulidade do contrato.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)

Art. 18. É lícito às partes fixar, de comum acordo, novo valor para o aluguel, bem como inserir ou modificar cláusula de reajuste.

IGP-M de Janeiro de 2018: Reajuste anual

Este reajuste é para manter o poder de compra em função da inflação ou deflação do período do contratoIGP-M de Dezembro de 2017

Este reajuste ocorre uma vez por ano no mês de aniversário do seu contrato ou DATA BASE.

Lembre-se que você mora 30 dias, depois paga pelo período que morou.

NÃO pode pagar para morar!

A Lei do Inquilinato é clara em dizer que você mora e depois paga pelo uso.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)

Art. 43. Constitui contravenção penal, punível com prisão simples de cinco dias a seis meses ou multa de três a doze meses do valor do último aluguel atualizado, revertida em favor do locatário:
I – exigir, por motivo de locação ou sublocação, quantia ou valor além do aluguel e encargos permitidos;
II – exigir, por motivo de locação ou sublocação, mais de uma modalidade de garantia num mesmo contrato de locação;
III – cobrar antecipadamente o aluguel, salvo a hipótese do art. 42 e da locação para temporada.

Na maioria dos contratos de locação, tanto residencial como comercial, o IGP-M é o indexador mais utilizado, pois é o que mais reflete a variação econômica para este segmento.

VAMOS CALCULAR COM O IGP-M de Janeiro de 2018: CONTRATOS FIRMADOS EM FEVEREIRO

Portanto, para os contratos firmados em FEVEREIRO de cada ano, serão feitos os seguintes cálculos:

  • Data do inicio do Contrato: Fevereiro
  • Data do fim do Contrato: Janeiro
  • Índice a ser utilizado: IGP-M de Janeiro de 2018
  • Data Base (Aniversário) do Contrato: FEVEREIRO/2017
  • Data de Reajuste do Contrato: FEVEREIRO /2018
  • Data do Vencimento do Aluguel reajustado: 05/MAR/2018 (pode ser outra data em MARÇO/2018 – será a data que você vai pagar o aluguel)
  • Aluguel Atual: R$ 500,00 (EXEMPLO)
  • IGP-M acumulado nos últimos 12 meses: 0,41% (em decimais 0,0052 (DEFLAÇÃO!)
Passo-a-passo o cálculo
A) TRANSFORME A PORCENTAGEM EM DECIMAL
-0,41% dividido por 100 = -0,0041
B) MULTIPLIQUE PELO ALUGUEL
R$ 500,00 x -0,0041 = R$ 2,05
C) AGORA SOME O ALUGUEL + REAJUSTE
R$ 500,00 R$ 2,05 = R$ 497,95

Portanto, o aluguel reajustado passará de R$ 500,00 para R$ 497,95 mensais para o período de FEVEREIRO/2018 a JANEIRO/2018, sendo o seu primeiro vencimento em MARÇO/2018. Você está utilizando o IGP-M de Janeiro de 2018!


NÃO SE ESQUEÇA DO RECIBO!!!

Quanto ao recibo de pagamento do aluguel Aluguel pago, gera-se um recibo por parte do Locador.

Isto é obrigatório!!!!.
LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)
Art. 44. Constitui crime de ação pública, punível com detenção de três meses
a um ano, que poderá ser substituída pela prestação de serviços à comunidade:
I – recusar se o locador ou sublocador, nas habitações coletivas multifamiliares, a fornecer recibo discriminado do aluguel e encargos

Reajuste tri-anual para assegurar a proporção do aluguel com o valor do imóvel

Outro reajuste é pelo valor de mercado que ocorre a cada 36 meses de contrato.

Como funciona

Entendendo que a cada 3 (três) anos ou 36 (trinta e seis) meses, muitas coisas podem mudar. Inflação ou deflação na economia. Quando a inflação ocorre, você vai precisar de mais dinheiro para comprar a mesma coisa que você comprava antes, então o preço sobe. Mas, se houver deflação, ocorrerá o contrário, o dinheiro valoriza, e com pouco dinheiro você comprará a mesma coisa, então os preços abaixam.

Faça o cálculo

Se você é proprietário de um imóvel e pretende ter renda com a locação então você deverá fazer um cálculo sobre o preço atual do seu imóvel. Vamos supor que seu imóvel valha em torno de R$ 105.180,00 e você pretenda ter uma renda de 0,5% (meio por cento) mensal. Num cálculo simples, teremos R$ 525,90. Claro que neste cálculo desprezamos uma série de fatores que não foram levados em conta. Mas, só para você ter uma ideia como isso funciona.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)
Art. 19. Não havendo acordo, o locador ou locatário, após três anos de vigência do contrato ou do acordo anteriormente realizado, poderão pedir revisão judicial do aluguel, a fim de ajustálo ao preço de mercado.

Como eu posso saber se já está na hora de fazer uma avaliação a preço de mercado?

Você deve ter um administrador para os contratos e para seus imóveis. Locação não é brincadeira. Você não pode negligenciar a renda do seu patrimônio. Você precisa de alguém que cuide de cada detalhe. Não basta conseguir um inquilino que pague em dia se o seu imóvel está sendo desvalorizado todos os dias! Agora veja se é o seu caso:

Período Meses de Contrato Indexador
FEV/15 – JAN/16 12 meses INÍCIO DE CONTRATO
FEV/16 – JAN/17 24 meses IGPM/FGV
FEV/17 – JAN/18 36 meses IGPM/FGV
FEV/18 – JAN/19 12 meses Valor de Mercado
ATENÇÃO!!!

Tanto o proprietário como a administradora da locação do imóvel, devem enviar um aviso com até 30 dias de antecedência ao inquilino e ao seu fiador comunicando a forma do reajuste que será adotado. Procure desenvolver um calendário de compromissos com os contratos e a locação. Para a Data Base: JANEIRO, este aviso deverá ser feito até dia 30 de NOVEMBRO! Neste prazo o inquilino e seu fiador poderão:

  1. aceitar esta proposta de continuidade com o reajuste proposto, ou
  2. apresentar uma contra-proposta, ou
  3. negar a proposta escolhendo sair do imóvel em até 30 dias após o término do contrato.

Você poderá baixar um modelo de aviso: COMUNICADO DE REAJUSTE ANUAL DO ALUGUEL

Se você precisa alugar, então, consulte os imóveis que temos para locação! Aqui

AVALIAÇÃO IMOBILIÁRIA

Neste momento de reajuste, o proprietário (locador) e o inquilino (locatário) contratam um corretor de imóveis avaliador para lhes apresentar uma avaliação do imóvel no VALOR DE MERCADO, bem como o valor de mercado para a locação do imóvel em referência. A avaliação imobiliária custa em torno de 3% do valor do imóvel. Será gerado um documento sob a responsabilidade do corretor de imóveis perito avaliador credenciado, por isso é cobrado honorário por este serviço.

Solicite um orçamento na DERVILLE Imóveis – atendemos Curitiba e Região. Conheça os nossos serviços na Administração da Locação do seu imóvel DERVILLE IMÓVEIS – Avaliação Imobiliária Se você mora em Curitiba/PR ou Região Metropolitana ou São Paulo/SP ou Região Metropolitana, solicite um orçamento para avaliação do seu imóvel:

Se tiver alguma dúvida, agora você poderá contratar seu cálculo personalizado por R$ 87,00 (Oitenta e sete Reais). Com as seguintes orientações:

  • Conheça seu contrato
  • Planilha de controle de aluguel
  • Reajuste do seu aluguel
  • Respondendo suas dúvidas

Preencha este formulário:

DERVILLE Imóveis

(41) 99178-6464 – Vivo

(41) 99822-3411 – Tim WathsApp Telegram

Skype: derville.imoveis | derville@dervilleimoveis.com.br

Reajuste de aluguel de Janeiro de 2018 pelo IGP-M de Dezembro de 2017

igpm

IGP-M de Dezembro de 2017 para reajustar seu aluguel de Janeiro/2018

CALCULAR O REAJUSTE ANUAL DO SEU ALUGUEL DE JANEIRO DE 2018 COM O IGP-M DE DEZEMBRO DE 2017, PASSO-A-PASSO

FELIZ ANO NOVO! Muita gente tem dificuldade em entender a questão de reajustar o seu aluguel. Porque a maioria não sabe como funciona um contrato de aluguel. Por isso, resolvi escrever esta explicação para cada mês. Escrito de uma forma didática, passo-a-passo para facilitar a sua compreensão, com gráficos, imagens e vídeos. E, mesmo assim, se houver dúvida, preencha o formulário no final desta publicação.

Para isso, algumas informações importantes serão utilizadas a principal para este passo-a-passo é o indexador IGP-M. Ele foi publicado no final de novembro, por isso, chamado de IGP-M de Dezembro de 2017, publicado pela FGV Fundação Getúlio Vargas. Vamos lhe ajudar, neste passo-a-passo, a solucionar o calculo do reajuste do seu aluguel e todos os procedimentos necessários, tanto para o inquilino (LOCATÁRIO), como para o proprietário (LOCADOR).

PERGUNTAS FREQUENTES DOS LEITORES

  • Quando fazer o reajuste do seu aluguel? Descubra primeiro qual é a sua data base ou aniversário do seu contrato para fazer o reajuste
  • Todo inicio de ano eu tenho que ajustar os alugueis? Não! O reajuste se faz anualmente na sua data base ou seja no aniversário do seu contrato
  • Como fazer o reajuste do seu aluguel? Você vai multiplicar o índice IGP-M pelo seu aluguel e depois você soma o resultado ao aluguel, isso, uma vez por ano, na data base ou seja no aniversário do seu contrato
  • O que pode e o que não pode fazer no reajuste do seu aluguel? No passo-a-passo você aprender como isso funciona

IGP-M de Dezembro de 2017

Então, vamos esclarecer …

Não importa em que dia do mês seu contrato iniciou, O que importa é o mês que iniciou. Que neste caso, é JANEIRO! Qualquer que seja o dia, sempre será o mês que vai validar!

Apenas mudar de ano, ou seja, passar de um ano civil para o outro, não autoriza aumentar ou diminuir seu aluguel. ele permanece com o mesmo valor todos meses. Cada mês que vence, você paga o mesmo valor do primeiro mês até o último mês do contrato de 12 meses. Ou seja, até o dia da renovação.

Vamos supor que meu contrato iniciou em JANEIRO de 2017, agora em JANEIRO de 2018 ele será alterado através da renovação de contrato.

E o índice utilizado para essa renovação será IGP-M de Dezembro de 2017!

Todos os meses, no final de cada mês, a FGV Fundação Getúlio Vargas publica os resultados de vários índices que compõem o IGP-M. Isto não significa que seu aluguel será corrigido todos meses, gerando assim, cada mês um valor de aluguel diferente. Não! Significa apenas que durante esse período que você está alugando, naquele mês algo aconteceu com a economia que gerou inflação, ou seja, seu dinheiro ficou “barato”, e daí, você vai precisar de mais dinheiro para pagar as mesmas coisas. Ou, se, houve uma deflação, que é quando seu dinheiro ficou mais “caro”, ou melhor, você precisa de pouco dinheiro para comprar as mesmas coisas.

Um ano, 12 meses, é muito tempo. Muitas coisas podem acontecer. Então, prevalece calcular o seu reajuste ao término dos 12 meses. Assim, se faz o reajuste utilizando o IGP-M dos últimos 12 meses, o seu valor acumulado em 12 meses. Neste casa foi “negativo” IGP-M de Dezembro de 2017 é de 0,52%.

Atualizando suas informações

Vamos identificar o que já descobrimos sobre seu contrato até agora:

Data do inicio do Contrato: Janeiro
Data do fim do Contrato: Dezembro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Dezembro de 2017

Uma vez que você já saiba qual é o período do seu contrato, ou seja, início e fim, inicia em JANEIRO de cada ano, e termina em DEZEMBRO de cada ano, agora você precisa saber sobre o INDEXADOR. Normalmente o indexador mais usado para contratos de aluguel tanto residencial como comercial é o IGP-M Índice Geral de Preços – Mercado, que é publicado pela FGV Fundação Getúlio Vargas nos últimos dias de DEZEMBRO. Para este mês usaremos IGP-M de Dezembro de 2017.

INDEXADOR: IGP-M

Quando o seu contrato possui uma referência, ou seja um indexador, tal como o IGP-M/FGV, fica mais fácil para calcular o reajuste. Basta multiplicar o valor acumulado dos últimos 12 meses. Desta vez utilizaremos o IGP-M de Dezembro de 2017.

Por que reajustar o aluguel?

Mas, por que é preciso reajustar seu aluguel? O reajuste faz com que o aluguel não fique defasado diante da inflação ou deflação.

Atenção! Este é apenas um exemplo, o cálculo deste mês está a baixo, certo??

Saiba a diferença entre inflação e deflação:

  • Na inflação, você precisará de mais dinheiro para pagar o mesmo valor (poder de compra) do início do contrato que firmou. Por exemplo, seu aluguel no início era R$ 500,00, depois de 12 meses, a inflação acumulada em 12 meses atingiu +10%, ou seja, para pagar o mesmo valor inicial, será preciso mais dinheiro. Veja, você vai precisar de mais R$ 50,00 (10%). Então, seu aluguel de R$ 500,00 passará para R$ 550,00;
  • Já, na deflação, você precisará de menos dinheiro (o seu dinheiro valorizou, você terá mais pode de compra). Por exemplo, seu aluguel no início era R$ 500,00, depois de 12 meses, a inflação acumulada em 12 meses atingiu 10%, ou seja, para pagar o mesmo valor inicial, será preciso menos dinheiro. Veja, você vai precisar de menos R$ 50,00 (10%). Então, seu aluguel de R$ 500,00 passará para R$ 450,00

Deixe seu imóvel sob a administração da DERVILLE Imóveis solicite um orçamento para derville@dervilleimoveis.com.br.


PRIMEIRO PASSO! IGP-M de Dezembro de 2017: Descobrir a sua data base para fazer o reajuste anual no tempo certo

Observe atentamente de acordo com a data que inicia o seu contrato de aluguel:

Data Base: JANEIRO

Data do inicio do Contrato: Janeiro
Data do fim do Contrato: Dezembro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Dezembro

JANEIRO 2014 | JANEIRO 2015 | JANEIRO 2016 | JANEIRO 2017 | JANEIRO 2018

Data Base: FEVEREIRO

Data do inicio do Contrato: Fevereiro
Data do fim do Contrato: Janeiro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Janeiro

FEVEREIRO 2014 | FEVEREIRO 2015 | FEVEREIRO 2016 | FEVEREIRO 2017 | FEVEREIRO 2018

Data Base: MARÇO

Data do inicio do Contrato: Março
Data do fim do Contrato: Fevereiro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Fevereiro

MARÇO 2014 | MARÇO 2015 | MARÇO 2016 | MARÇO 2017 | MARÇO 2018

Data Base: ABRIL

Data do inicio do Contrato: Abril
Data do fim do Contrato: Março
Índice a ser utilizado: IGP-M de Março

ABRIL 2014 | ABRIL 2015 | ABRIL 2016 | ABRIL 2017 | ABRIL 2018

Data Base: MAIO

Data do inicio do Contrato: Maio
Data do fim do Contrato: Abril
Índice a ser utilizado: IGP-M de Abril

MAIO 2014 | MAIO 2015 | MAIO 2016 | MAIO 2017 | MAIO 2018

Data Base: JUNHO

Data do inicio do Contrato: Junho
Data do fim do Contrato: Maio
Índice a ser utilizado: IGP-M de Maio

JUNHO 2014 | JUNHO 2015 | JUNHO 2016 | JUNHO 2017 | JUNHO 2018

Data Base: JULHO

Data do inicio do Contrato: Julho
Data do fim do Contrato: Junho
Índice a ser utilizado: IGP-M de Junho

JULHO 2014 | JULHO 2015 | JULHO 2016 | JULHO 2017 | JULHO 2018

Data Base: AGOSTO

Data do inicio do Contrato: Agosto
Data do fim do Contrato: Julho
Índice a ser utilizado: IGP-M de Julho

AGOSTO 2014 | AGOSTO 2015 | AGOSTO 2016 | AGOSTO 2017 | AGOSTO 2018

Data Base: SETEMBRO

Data do inicio do Contrato: Setembro
Data do fim do Contrato: Agosto
Índice a ser utilizado: IGP-M de Agosto

SETEMBRO 2014 | SETEMBRO 2015 | SETEMBRO 2016 | SETEMBRO 2017 | SETEMBRO 2018

Data Base: OUTUBRO

Data do inicio do Contrato: Outubro
Data do fim do Contrato: Setembro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Setembro

OUTUBRO 2014 | OUTUBRO 2015 | OUTUBRO 2016 | OUTUBRO 2017 | OUTUBRO 2018

Data Base: NOVEMBRO

Data do inicio do Contrato: Novembro
Data do fim do Contrato: Outubro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Outubro

NOVEMBRO 2014 | NOVEMBRO 2015 | NOVEMBRO 2016 | NOVEMBRO 2017 | NOVEMBRO 2018

Data Base: DEZEMBRO

Data do inicio do Contrato: Dezembro
Data do fim do Contrato: Novembro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Novembro

DEZEMBRO 2014 | DEZEMBRO 2015 | DEZEMBRO 2016 | DEZEMBRO 2017 | DEZEMBRO 2018


SEGUNDO PASSO: IGP-M de Dezembro de 2017

As vantagens aumentam quando as informações são precisas. Quando as orientações profissionais dinamizam suas decisões. Portanto, trabalhar com a DERVILLE Imóveis torna-se um grande passo para o sucesso nos seus negócios imobiliários.

IGP-M de Dezembro de 2017

IGP-M de Dezembro de 2017: O REAJUSTE ANUAL DO SEU ALUGUEL PARA CONTRATOS FIRMADOS EM JANEIRO

Olá! Todos os meses, nos seus últimos dias, são publicados as informações do boletim da IBRE/FGV sobre o indexador “O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) registrou variação de 0,89%, em dezembro. Em novembro, o índice variou 0,52%. Em dezembro de 2016, a variação foi de 0,54%. A variação acumulada em 2017, de janeiro a dezembro, foi de 0,52%. Em 2016, para igual período o IGP-M registrou alta de 7,17%. Os três componentes do IGP-M apresentaram as seguintes trajetórias, na passagem de novembro para dezembro: IPA, de 0,66% para 1,24%, IPC, de 0,28% para 0,30%, e INCC, de 0,28% para 0,14%.

Depois desta informação, o que você deve fazer?

O primeiro é entender os tipos de reajustes para o seu aluguel tanto residencial como comercial!

TIPOS DE REAJUSTES DE ALUGUEL

Antes de conhecer os tipos de reajustes permitidos, observe os tipos que são PROIBIDOS:

  • É PROIBIDO reajustar seu aluguel pela variação cambial de uma moeda estrangeira;
  • É PROIBIDO reajustar seu aluguel com base no salário mínimo.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)

Art. 17. É livre a convenção do aluguel, vedada a sua estipulação em moeda estrangeira e a sua vinculação à variação cambial ou ao salário mínimo.

Os reajustes para a locação são dois tipos:

  1. REAJUSTE ANUAL (para manter o poder de compra, em função da inflação ou deflação do período contratado, para tanto, usa-se um indexador – geralmente o IGP-M)
  2. REAJUSTE TRI-ANUAL (para assegurar a proporção da “renda” em função do valor de mercado do imóvel locado – que gira em torno de 0,5% a 1,0% para os residenciais)

Na hora de compor o contrato de locação tanto o Locador (Proprietário ou responsável pelo imóvel) como o Locatário (Inquilino) deverão escolher, de comum acordo, a forma que será estabelecida no que se refere aos reajustes durante o contrato ou na sua renovação anual. Por isso, não pode ficar mudando os detalhes durante o contrato firmado! Alguns escolhem pôr em seus contratos: “no maior índice” ou ainda uma relação de índices para serem escolhidos na hora do reajuste. Tudo isso leva a nulidade do contrato.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)

Art. 18. É lícito às partes fixar, de comum acordo, novo valor para o aluguel, bem como inserir ou modificar cláusula de reajuste.

IGP-M de Dezembro de 2017: Reajuste anual

Este reajuste é para manter o poder de compra em função da inflação ou deflação do período do contratoIGP-M de Dezembro de 2017

Este reajuste ocorre uma vez por ano no mês de aniversário do seu contrato ou DATA BASE.

Lembre-se que você mora 30 dias, depois paga pelo período que morou.

NÃO pode pagar para morar!

A Lei do Inquilinato é clara em dizer que você mora e depois paga pelo uso.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)

Art. 43. Constitui contravenção penal, punível com prisão simples de cinco dias a seis meses ou multa de três a doze meses do valor do último aluguel atualizado, revertida em favor do locatário:
I – exigir, por motivo de locação ou sublocação, quantia ou valor além do aluguel e encargos permitidos;
II – exigir, por motivo de locação ou sublocação, mais de uma modalidade de garantia num mesmo contrato de locação;
III – cobrar antecipadamente o aluguel, salvo a hipótese do art. 42 e da locação para temporada.

Na maioria dos contratos de locação, tanto residencial como comercial, o IGP-M é o indexador mais utilizado, pois é o que mais reflete a variação econômica para este segmento.

VAMOS CALCULAR COM O IGP-M de Dezembro de 2017: CONTRATOS FIRMADOS EM DEZEMBRO

Portanto, para os contratos firmados em JANEIRO de cada ano, serão feitos os seguintes cálculos:

  • Data do inicio do Contrato: Janeiro
  • Data do fim do Contrato: Dezembro
  • Índice a ser utilizado: IGP-M de Dezembro de 2017
  • Data Base (Aniversário) do Contrato: JANEIRO/2017
  • Data de Reajuste do Contrato: JANEIRO/2018
  • Data do Vencimento do Aluguel reajustado: 05/FEV/2018 (pode ser outra data em FEVEREIRO/2018 – será a data que você vai pagar o aluguel)
  • Aluguel Atual: R$ 500,00 (EXEMPLO)
  • IGP-M acumulado nos últimos 12 meses: 0,52% (em decimais 0,0052 (DEFLAÇÃO!)
Passo-a-passo o cálculo
A) TRANSFORME A PORCENTAGEM EM DECIMAL
-0,52% dividido por 100 = -0,0052
B) MULTIPLIQUE PELO ALUGUEL
R$ 500,00 x -0,0052 = R$ 2,60
C) AGORA SOME O ALUGUEL + REAJUSTE
R$ 500,00 R$ 2,60 = R$ 497,40

Portanto, o aluguel reajustado passará de R$ 500,00 para R$ 497,40 mensais para o período de JANEIRO/2018 a DEZEMBRO/2018, sendo o seu primeiro vencimento em FEVEREIRO/2018. Você está utilizando o IGP-M de Dezembro de 2017!


NÃO SE ESQUEÇA DO RECIBO!!!

Quanto ao recibo de pagamento do aluguel Aluguel pago, gera-se um recibo por parte do Locador.

Isto é obrigatório!!!!.
LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)
Art. 44. Constitui crime de ação pública, punível com detenção de três meses
a um ano, que poderá ser substituída pela prestação de serviços à comunidade:
I – recusar se o locador ou sublocador, nas habitações coletivas multifamiliares, a fornecer recibo discriminado do aluguel e encargos

Reajuste tri-anual para assegurar a proporção do aluguel com o valor do imóvel

Outro reajuste é pelo valor de mercado que ocorre a cada 36 meses de contrato.

Como funciona

Entendendo que a cada 3 anos ou 36 meses, muitas coisas podem mudar. Inflação ou deflação na economia. Quando a inflação ocorre, você vai precisar de mais dinheiro para comprar a mesma coisa que você comprava antes, então o preço sobe. Mas, se houver deflação, ocorrerá o contrário, o dinheiro valoriza, e com pouco dinheiro você comprará a mesma coisa, então os preços abaixam.

Faça o cálculo

Se você é proprietário de um imóvel e pretende ter renda com a locação então você deverá fazer um cálculo sobre o preço atual do seu imóvel. Vamos supor que seu imóvel valha em torno de R$ 105.180,00 e você pretenda ter uma renda de 0,5% (meio por cento) mensal. Num cálculo simples, teremos R$ 525,90. Claro que neste cálculo desprezamos uma série de fatores que não foram levados em conta. Mas, só para você ter uma ideia como isso funciona.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)
Art. 19. Não havendo acordo, o locador ou locatário, após três anos de vigência do contrato ou do acordo anteriormente realizado, poderão pedir revisão judicial do aluguel, a fim de ajustálo ao preço de mercado.

Como eu posso saber se já está na hora de fazer uma avaliação a preço de mercado?

Você deve ter um administrador para os contratos e para seus imóveis. Locação não é brincadeira. Você não pode negligenciar a renda do seu patrimônio. Você precisa de alguém que cuide de cada detalhe. Não basta conseguir um inquilino que pague em dia se o seu imóvel está sendo desvalorizado todos os dias! Agora veja se é o seu caso:

Período Meses de Contrato Indexador
JAN/15 – DEZ/16 12 meses INÍCIO DE CONTRATO
JAN/16 – DEZ/16 24 meses IGPM/FGV
JAN/17 – DEZ/17 36 meses IGPM/FGV
JAN/18 – DEZ/18 12 meses Valor de Mercado
ATENÇÃO!!!

Tanto o proprietário como a administradora da locação do imóvel, devem enviar um aviso com até 30 dias de antecedência ao inquilino e ao seu fiador comunicando a forma do reajuste que será adotado. Procure desenvolver um calendário de compromissos com os contratos e a locação. Para a Data Base: JANEIRO, este aviso deverá ser feito até dia 30 de NOVEMBRO! Neste prazo o inquilino e seu fiador poderão:

  1. aceitar esta proposta de continuidade com o reajuste proposto, ou
  2. apresentar uma contra-proposta, ou
  3. negar a proposta escolhendo sair do imóvel em até 30 dias após o término do contrato.

Você poderá baixar um modelo de aviso: COMUNICADO DE REAJUSTE ANUAL DO ALUGUEL

Se você precisa alugar, então, consulte os imóveis que temos para locação! Aqui

AVALIAÇÃO IMOBILIÁRIA

Neste momento de reajuste, o proprietário (locador) e o inquilino (locatário) contratam um corretor de imóveis avaliador para lhes apresentar uma avaliação do imóvel no VALOR DE MERCADO, bem como o valor de mercado para a locação do imóvel em referência. A avaliação imobiliária custa em torno de 3% do valor do imóvel. Será gerado um documento sob a responsabilidade do corretor de imóveis perito avaliador credenciado, por isso é cobrado honorário por este serviço.

Solicite um orçamento na DERVILLE Imóveis – atendemos Curitiba e Região. Conheça os nossos serviços na Administração da Locação do seu imóvel DERVILLE IMÓVEIS – Avaliação Imobiliária Se você mora em Curitiba/PR ou Região Metropolitana ou São Paulo/SP ou Região Metropolitana, solicite um orçamento para avaliação do seu imóvel:

Se tiver alguma dúvida, agora você poderá contratar seu cálculo personalizado por R$ 47,00 (Quarenta e sete Reais). Com as seguintes orientações:

  • Conheça seu contrato
  • Planilha de controle de aluguel
  • Reajuste do seu aluguel
  • Respondendo suas dúvidas

Preencha este formulário:

DERVILLE Imóveis

(41) 99178-6464 – Vivo

(41) 99822-3411 – Tim WathsApp Telegram

Skype: derville.imoveis | derville@dervilleimoveis.com.br

(41) 99178-6464 – Vivo

(41) 99822-3411 – Tim WathsApp Telegram

Skype: derville.imoveis | derville@dervilleimoveis.com.br

Reajuste de aluguel de Dezembro de 2017 pelo IGP-M de Novembro de 2017

igpm

IGP-M de Novembro de 2017 para reajustar seu aluguel de Dezembro/2017

CALCULAR O REAJUSTE ANUAL DO SEU ALUGUEL DE DEZEMBRO DE 2017 PASSO-A-PASSO

Final de ano chegando. Muitas coisas ainda para realizar. Planejamento para o próximo ano. E, ainda, muita gente tem muita dificuldade em entender esta questão de reajustar o seu aluguel. Não se preocupe! A maioria não sabe como funciona um contrato de aluguel. Por isso, resolvi escrever esta explicação para cada mês. Escrito de uma forma didática, passo-a-passo para facilitar a sua compreensão, com gráficos, imagens e vídeos. E, mesmo assim, se houver dúvida, preencha o formulário no final desta publicação.

Para isso, algumas informações importantes serão utilizadas a principal para este passo-a-passo é o indexador IGP-M. Ele foi publicado no final de novembro, por isso, chamado de IGP-M de Novembro de 2017, publicado pela FGV Fundação Getúlio Vargas. Vamos lhe ajudar, neste passo-a-passo, a solucionar o calculo do reajuste do seu aluguel e todos os procedimentos necessários, tanto para o inquilino (LOCATÁRIO), como para o proprietário (LOCADOR).

PERGUNTAS FREQUENTES DOS LEITORES

  • Quando fazer o reajuste do seu aluguel? Descubra primeiro qual é a sua data base ou aniversário do seu contrato para fazer o reajuste
  • Todo inicio de ano eu tenho que ajustar os alugueis? Não! O reajuste se faz anualmente na sua data base ou seja no aniversário do seu contrato
  • Como fazer o reajuste do seu aluguel? Você vai multiplicar o índice IGP-M pelo seu aluguel e depois você soma o resultado ao aluguel, isso, uma vez por ano, na data base ou seja no aniversário do seu contrato
  • O que pode e o que não pode fazer no reajuste do seu aluguel? No passo-a-passo você aprender como isso funciona

Veja este vídeo que vai lhe ensinar como funciona o seu contrato, e quando será o reajuste. Neste caso, é um contrato que iniciou em DEZEMBRO.

Agora você viu quando deverá ser feito o reajuste do seu contrato, na renovação do seu contrato. Isto porque, durante todos os meses do seu contrato nada deverá ser mudado. Se você fizer um contrato de 12 meses, que é o tempo mínimo para contratos de locação no Brasil, saiba que nada, nenhum centavo deverá ser cobrado além do que foi contratado.

Então, vamos esclarecer …

Por sugestão da Verônica Varela em 30/11/2017, leitora deste tutorial, precisamos antes de tudo esclarecer alguns pontos! A qual, agradecemos muito a sua colaboração.

Quanto aos contratos: datas de início

Se você me pergunta, como é que fica o seu contrato que iniciou em algum dia de DEZEMBRO! Veja esta ilustração para lhe ajudar:

Não importa em que dia do mês seu contrato iniciou, O que importa é o mês que iniciou. Que neste caso, é DEZEMBRO! Qualquer que seja o dia, sempre será o mês que vai validar!

Quanto aos contratos: 12 meses de aluguel

No primeiro recibo, no contrato, em algum lugar, você tem esta informação. E, daí por diante você alugou por 12 meses. Na figura abaixo, você consegue acompanhar o seu contrato nos 12 meses.

Apenas mudar de ano, ou seja, passar de um ano civil para o outro, não autoriza aumentar ou diminuir seu aluguel. ele permanece com o mesmo valor todos meses. Cada mês que vence, você paga o mesmo valor do primeiro mês até o último mês do contrato de 12 meses. Ou seja, até o dia da renovação.

Vamos supor que meu contrato iniciou em DEZEMBRO de 2016, agora em DEZEMBRO de 2017 ele será alterado através da renovação. Mas, ao chegar a passagem do ano de 2017 para 2018, nada vai alterar, entendeu? Porque o seu contrato renovou em DEZEMBRO de 2017, e é válido até NOVEMBRO de 2018.

E o índice utilizado para essa renovação será IGP-M de Novembro de 2017!

Todos os meses, no final de cada mês, a FGV Fundação Getúlio Vargas publica os resultados de vários índices que compõem o IGP-m. Observe esta figura:

Isto não significa que seu aluguel será corrigido todos meses, gerando assim, cada mês um valor de aluguel diferente. Não! Significa apenas que durante esse período que você está alugando, naquele mês algo aconteceu com a economia que gerou inflação, ou seja, seu dinheiro ficou “barato”, e daí, você vai precisar de mais dinheiro para pagar as mesmas coisas. Ou, se, houve uma deflação, que é quando seu dinheiro ficou mais “caro”, ou melhor, você precisa de pouco dinheiro para comprar as mesmas coisas.

Um ano, 12 meses, é muito tempo. Muitas coisas podem acontecer. Então, prevalece calcular o seu reajuste ao término dos 12 meses. Assim, se faz o reajuste utilizando o IGP-M dos últimos 12 meses, o seu valor acumulado em 12 meses. Neste casa foi “negativo” IGP-M de novembro de 2017 é de -0,86%.

Atualizando suas informações

Vamos identificar o que já descobrimos sobre seu contrato até agora:

Data do inicio do Contrato: Dezembro
Data do fim do Contrato: Novembro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Novembro de 2017

Uma vez que você já saiba qual é o período do seu contrato, ou seja, início e fim, inicia em DEZEMBRO de cada ano, e termina em NOVEMBRO de cada ano, agora você precisa saber sobre o INDEXADOR. Normalmente o indexador mais usado para contratos de aluguel tanto residencial como comercial é o IGP-M Índice Geral de Preços – Mercado, que é publicado pela FGV Fundação Getúlio Vargas nos últimos dias de NOVEMBRO. Para este mês usaremos IGP-M de Novembro/2017.

INDEXADOR: IGP-M

Quando o seu contrato possui uma referência, ou seja um indexador, tal como o IGP-M/FGV, fica mais fácil para calcular o reajuste. Basta multiplicar o valor acumulado dos últimos 12 meses. Desta vez utilizaremos o IGP-M de Novembro de 2017.

Por que reajustar o aluguel?

Mas, por que é preciso reajustar seu aluguel? O reajuste faz com que o aluguel não fique defasado diante da inflação ou deflação.

Atenção! Este é apenas um exemplo, o cálculo deste mês está a baixo, certo??

Saiba a diferença entre inflação e deflação:

  • Na inflação, você precisará de mais dinheiro para pagar o mesmo valor (poder de compra) do início do contrato que firmou. Por exemplo, seu aluguel no início era R$ 500,00, depois de 12 meses, a inflação acumulada em 12 meses atingiu +10%, ou seja, para pagar o mesmo valor inicial, será preciso mais dinheiro. Veja, você vai precisar de mais R$ 50,00 (10%). Então, seu aluguel de R$ 500,00 passará para R$ 550,00;
  • Já, na deflação, você precisará de menos dinheiro (o seu dinheiro valorizou, você terá mais pode de compra). Por exemplo, seu aluguel no início era R$ 500,00, depois de 12 meses, a inflação acumulada em 12 meses atingiu 10%, ou seja, para pagar o mesmo valor inicial, será preciso menos dinheiro. Veja, você vai precisar de menos R$ 50,00 (10%). Então, seu aluguel de R$ 500,00 passará para R$ 450,00

Deixe seu imóvel sob a administração da DERVILLE Imóveis solicite um orçamento para derville@dervilleioveis.com.br.


PRIMEIRO PASSO! IGP-M de Novembro de 2017: Descobrir a sua data base para fazer o reajuste anual no tempo certo

Observe atentamente de acordo com a data que inicia o seu contrato de aluguel:

Data Base: JANEIRO

Data do inicio do Contrato: Janeiro
Data do fim do Contrato: Dezembro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Dezembro

JANEIRO 2014 | JANEIRO 2015 | JANEIRO 2016 | JANEIRO 2017 | JANEIRO 2018

Data Base: FEVEREIRO

Data do inicio do Contrato: Fevereiro
Data do fim do Contrato: Janeiro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Janeiro

FEVEREIRO 2014 | FEVEREIRO 2015 | FEVEREIRO 2016 | FEVEREIRO 2017 | FEVEREIRO 2018

Data Base: MARÇO

Data do inicio do Contrato: Março
Data do fim do Contrato: Fevereiro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Fevereiro

MARÇO 2014 | MARÇO 2015 | MARÇO 2016 | MARÇO 2017 | MARÇO 2018

Data Base: ABRIL

Data do inicio do Contrato: Abril
Data do fim do Contrato: Março
Índice a ser utilizado: IGP-M de Março

ABRIL 2014 | ABRIL 2015 | ABRIL 2016 | ABRIL 2017 | ABRIL 2018

Data Base: MAIO

Data do inicio do Contrato: Maio
Data do fim do Contrato: Abril
Índice a ser utilizado: IGP-M de Abril

MAIO 2014 | MAIO 2015 | MAIO 2016 | MAIO 2017 | MAIO 2018

Data Base: JUNHO

Data do inicio do Contrato: Junho
Data do fim do Contrato: Maio
Índice a ser utilizado: IGP-M de Maio

JUNHO 2014 | JUNHO 2015 | JUNHO 2016 | JUNHO 2017 | JUNHO 2018

Data Base: JULHO

Data do inicio do Contrato: Julho
Data do fim do Contrato: Junho
Índice a ser utilizado: IGP-M de Junho

JULHO 2014 | JULHO 2015 | JULHO 2016 | JULHO 2017 | JULHO 2018

Data Base: AGOSTO

Data do inicio do Contrato: Agosto
Data do fim do Contrato: Julho
Índice a ser utilizado: IGP-M de Julho

AGOSTO 2014 | AGOSTO 2015 | AGOSTO 2016 | AGOSTO 2017 | AGOSTO 2018

Data Base: SETEMBRO

Data do inicio do Contrato: Setembro
Data do fim do Contrato: Agosto
Índice a ser utilizado: IGP-M de Agosto

SETEMBRO 2014 | SETEMBRO 2015 | SETEMBRO 2016 | SETEMBRO 2017 | SETEMBRO 2018

Data Base: OUTUBRO

Data do inicio do Contrato: Outubro
Data do fim do Contrato: Setembro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Setembro

OUTUBRO 2014 | OUTUBRO 2015 | OUTUBRO 2016 | OUTUBRO 2017 | OUTUBRO 2018

Data Base: NOVEMBRO

Data do inicio do Contrato: Novembro
Data do fim do Contrato: Outubro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Outubro

NOVEMBRO 2014 | NOVEMBRO 2015 | NOVEMBRO 2016 | NOVEMBRO 2017 | NOVEMBRO 2018

Data Base: DEZEMBRO

Data do inicio do Contrato: Dezembro
Data do fim do Contrato: Novembro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Novembro

DEZEMBRO 2014 | DEZEMBRO 2015 | DEZEMBRO 2016 | DEZEMBRO 2017 | DEZEMBRO 2018


SEGUNDO PASSO: IGP-M de Novembro de 2017

As vantagens aumentam quando as informações são precisas. Quando as orientações profissionais dinamizam suas decisões. Portanto, trabalhar com a DERVILLE Imóveis torna-se um grande passo para o sucesso nos seus negócios imobiliários.

IGP-M de Novembro de 2017

IGP-M DE NOVEMBRO de 2017: O REAJUSTE ANUAL DO SEU ALUGUEL PARA CONTRATOS FIRMADOS EM NOVEMBRO

Olá! Todos os meses, nos seus últimos dias, são publicados as informações do boletim da IBRE/FGV sobre o indexador “O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) registrou variação de 0,52%, em novembro. Em outubro, o índice variou 0,20%. Em novembro de 2016, a variação foi de -0,03%. A variação acumulada em 2017, até novembro, é de -1,40%. Em 12 meses, o IGP-M registrou taxa de -0,86%. Os três componentes do IGP-M apresentaram as seguintes trajetórias, na passagem de outubro para novembro: IPA, de 0,16% para 0,66%, e INCC, de 0,19% para 0,28%. O IPC repetiu a taxa do mês anterior, de 0,28%.”

Depois desta informação, o que você deve fazer?

O primeiro é entender os tipos de reajustes para o seu aluguel tanto residencial como comercial!

TIPOS DE REAJUSTES DE ALUGUEL

Antes de conhecer os tipos de reajustes permitidos, observe os tipos que são PROIBIDOS:

  • É PROIBIDO reajustar seu aluguel pela variação cambial de uma moeda estrangeira;
  • É PROIBIDO reajustar seu aluguel com base no salário mínimo.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)

Art. 17. É livre a convenção do aluguel, vedada a sua estipulação em moeda estrangeira e a sua vinculação à variação cambial ou ao salário mínimo.

Os reajustes para a locação são dois tipos:

  1. REAJUSTE ANUAL (para manter o poder de compra, em função da inflação ou deflação do período contratado, para tanto, usa-se um indexador – geralmente o IGP-M)
  2. REAJUSTE TRI-ANUAL (para assegurar a proporção da “renda” em função do valor de mercado do imóvel locado – que gira em torno de 0,5% a 1,0% para os residenciais)

Na hora de compor o contrato de locação tanto o Locador (Proprietário ou responsável pelo imóvel) como o Locatário (Inquilino) deverão escolher, de comum acordo, a forma que será estabelecida no que se refere aos reajustes durante o contrato ou na sua renovação anual. Por isso, não pode ficar mudando os detalhes durante o contrato firmado! Alguns escolhem pôr em seus contratos: “no maior índice” ou ainda uma relação de índices para serem escolhidos na hora do reajuste. Tudo isso leva a nulidade do contrato.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)

Art. 18. É lícito às partes fixar, de comum acordo, novo valor para o aluguel, bem como inserir ou modificar cláusula de reajuste.

IGP-M de Novembro de 2017: Reajuste anual

Este reajuste é para manter o poder de compra em função da inflação ou deflação do período do contratoIGP-M de Novembro de 2017

Este reajuste ocorre uma vez por ano no mês de aniversário do seu contrato ou DATA BASE.

Lembre-se que você mora 30 dias, depois paga pelo período que morou.

NÃO pode pagar para morar!

A Lei do Inquilinato é clara em dizer que você mora e depois paga pelo uso.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)

Art. 43. Constitui contravenção penal, punível com prisão simples de cinco dias a seis meses ou multa de três a doze meses do valor do último aluguel atualizado, revertida em favor do locatário:
I – exigir, por motivo de locação ou sublocação, quantia ou valor além do aluguel e encargos permitidos;
II – exigir, por motivo de locação ou sublocação, mais de uma modalidade de garantia num mesmo contrato de locação;
III – cobrar antecipadamente o aluguel, salvo a hipótese do art. 42 e da locação para temporada.

Na maioria dos contratos de locação, tanto residencial como comercial, o IGP-M é o indexador mais utilizado, pois é o que mais reflete a variação econômica para este segmento.

VAMOS CALCULAR COM O IGP-M de Novembro de 2017: CONTRATOS FIRMADOS EM DEZEMBRO

Portanto, para os contratos firmados em DEZEMBRO de cada ano, serão feitos os seguintes cálculos:

  • Data do inicio do Contrato: Dezembro
  • Data do fim do Contrato: Novembro
  • Índice a ser utilizado: IGP-M de Novembro de 2017
  • Data Base (Aniversário) do Contrato: DEZEMBRO/2016
  • Data de Reajuste do Contrato: DEZEMBRO/2017
  • Data do Vencimento do Aluguel reajustado: 05/JAN/2018 (pode ser outra data em JANEIRO/2018 – será a data que você vai pagar o aluguel)
  • Aluguel Atual: R$ 500,00 (EXEMPLO)
  • IGP-M acumulado nos últimos 12 meses: -0,86% (em decimais –0,0086 (DEFLAÇÃO!)
Passo-a-passo o cálculo
A) TRANSFORME A PORCENTAGEM EM DECIMAL
-0,86% dividido por 100 = -0,0086
B) MULTIPLIQUE PELO ALUGUEL
R$ 500,00 x -0,0086 = R$ 4,30
C) AGORA SOME O ALUGUEL + REAJUSTE
R$ 500,00 R$ 4,30 = R$ 495,70

Portanto, o aluguel reajustado passará de R$ 500,00 para R$ 495,70 mensais para o período de DEZEMBRO/2017 a NOVEMBRO/2018, sendo o seu primeiro vencimento em JANEIRO/2018. Você está utilizando o IGP-M de Novembro/2017!


NÃO SE ESQUEÇA DO RECIBO!!!

Quanto ao recibo de pagamento do aluguel Aluguel pago, gera-se um recibo por parte do Locador.

Isto é obrigatório!!!!.
LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)
Art. 44. Constitui crime de ação pública, punível com detenção de três meses
a um ano, que poderá ser substituída pela prestação de serviços à comunidade:
I – recusar se o locador ou sublocador, nas habitações coletivas multifamiliares, a fornecer recibo discriminado do aluguel e encargos

Reajuste tri-anual para assegurar a proporção do aluguel com o valor do imóvel

Outro reajuste é pelo valor de mercado que ocorre a cada 36 meses de contrato.

Como funciona

Entendendo que a cada 3 anos ou 36 meses, muitas coisas podem mudar. Inflação ou deflação na economia. Quando a inflação ocorre, você vai precisar de mais dinheiro para comprar a mesma coisa que você comprava antes, então o preço sobe. Mas, se houver deflação, ocorrerá o contrário, o dinheiro valoriza, e com pouco dinheiro você comprará a mesma coisa, então os preços abaixam.

Faça o cálculo

Se você é proprietário de um imóvel e pretende ter renda com a locação então você deverá fazer um cálculo sobre o preço atual do seu imóvel. Vamos supor que seu imóvel valha em torno de R$ 105.180,00 e você pretenda ter uma renda de 0,5% (meio por cento) mensal. Num cálculo simples, teremos R$ 525,90. Claro que neste cálculo desprezamos uma série de fatores que não foram levados em conta. Mas, só para você ter uma ideia como isso funciona.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18 DE OUTUBRO DE 1991)
Art. 19. Não havendo acordo, o locador ou locatário, após três anos de vigência do contrato ou do acordo anteriormente realizado, poderão pedir revisão judicial do aluguel, a fim de ajustálo ao preço de mercado.

Como eu posso saber se já está na hora de fazer uma avaliação a preço de mercado?

Você deve ter um administrador para os contratos e para seus imóveis. Locação não é brincadeira. Você não pode negligenciar a renda do seu patrimônio. Você precisa de alguém que cuide de cada detalhe. Não basta conseguir um inquilino que pague em dia se o seu imóvel está sendo desvalorizado todos os dias! Agora veja se é o seu caso:

Período Meses de Contrato Indexador
DEZ/14 – NOV/15 12 meses INÍCIO DE CONTRATO
DEZ/15 – NOV/16 24 meses IGPM/FGV
DEZ/16 – NOV/17 36 meses IGPM/FGV
DEZ/17 – NOV/18 12 meses Valor de Mercado
ATENÇÃO!!!

Tanto o proprietário como a administradora da locação do imóvel, devem enviar um aviso com até 30 dias de antecedência ao inquilino e ao seu fiador comunicando a forma do reajuste que será adotado. Procure desenvolver um calendário de compromissos com os contratos e a locação. Para a Data Base: DEZEMBRO, este aviso deverá ser feito até dia 31 de OUTUBRO! Neste prazo o inquilino e seu fiador poderão:

  1. aceitar esta proposta de continuidade com o reajuste proposto, ou
  2. apresentar uma contra-proposta, ou
  3. negar a proposta escolhendo sair do imóvel em até 30 dias após o término do contrato.

Você poderá baixar um modelo de aviso: COMUNICADO DE REAJUSTE ANUAL DO ALUGUEL

Se você precisa alugar, então, consulte os imóveis que temos para locação! Aqui

AVALIAÇÃO IMOBILIÁRIA

Neste momento de reajuste, o proprietário (locador) e o inquilino (locatário) contratam um corretor de imóveis avaliador para lhes apresentar uma avaliação do imóvel no VALOR DE MERCADO, bem como o valor de mercado para a locação do imóvel em referência. A avaliação imobiliária custa em torno de 3% do valor do imóvel. Será gerado um documento sob a responsabilidade do corretor de imóveis perito avaliador credenciado, por isso é cobrado honorário por este serviço.

Solicite um orçamento na DERVILLE Imóveis – atendemos Curitiba e Região. Conheça os nossos serviços na Administração da Locação do seu imóvel DERVILLE IMÓVEIS – Avaliação Imobiliária Se você mora em Curitiba/PR ou Região Metropolitana ou São Paulo/SP ou Região Metropolitana, solicite um orçamento para avaliação do seu imóvel:

Se vc tiver alguma dúvida, me escreva! ok?

DERVILLE Imóveis

(41) 99178-6464 – Vivo

(41) 99822-3411 – Tim WathsApp Telegram

Skype: derville.imoveis | derville@dervilleimoveis.com.br

Vende Terreno Estrutural

Vende Terreno Estrutural no Novo Mundo

A DERVILLE imóveis apresenta Terreno Estrutural, no bairro Novo Mundo em Curitiba, uma excelente oportunidade para investidores, construtoras e interessados na região sul de Curitiba.

Novo Mundo

novo_mundoO bairro Novo Mundo é um dos 75 bairros de Curitiba/PR, comporta uma independência em atendimentos públicos e privados em geral. Quase tudo é possível fazer dentro do bairro. Bancos, comércio em geral, museus, escolas, creches, faculdades, hospitais, clínicas, unidades de saúde publica, shoppings, etc.

Além disso, o acesso fácil para todos os bairros, centro de Curitiba, praias do litoral paranaense, bem como, Região Metropolitana, Aeroporto, São Paulo, Santa Catarina, etc.

Terreno Estrutural

Terreno em área comercial e residencial. Setor Estrutural Sul. Sistema Viário Externa. Terreno Estrutural à venda no Novo Mundo, com 30 metros de frete e 51 metros de fundo, plano, sem vegetação nativa, com 1.530m².

 

Confira os detalhes abaixo.

01 terreno novo mundo
PREÇO: R$ 4.100.000 DISPONÍVEL: para Venda REF: 0817 000
DESCRIÇÃO DO IMÓVEL
Área Total: 1.530 m² Área Privativa: 1.530 m²
Dormitórios: Vaga(s):
Condomínio: Particular Endereço: Rua Isaac Guelmann, 4.329/4.345
Descrição: Terreno Estrutural residencial/comercial. Com casas sem valor comercial. Agora, vamos agendar a sua visita acompanhada por nossos corretores?
Negociação: à Vista por R$ 4.100.000,00
Preço e condições de pagamento poderão ser alterados sem prévio aviso.
Metragem: 1.530 m² Testada: 30 m
Zoneamento: SE.SETOR ESTRUTURAL SUL Coeficiente de Aproveitamento: 4,0 – PARA HABITAÇÃO COLETIVA, HABITAÇÃO TRANSITÓRIA 1 E 2 E USO MISTO.
1,0 – PARA HABITAÇÃO UNIFAMILIAR, COMÉRCIO E SERVIÇO VICINAL, DE BAIRRO E SETORIAL E COMÉRCIO E SERVIÇO ESPECÍFICO 1.
Taxa de Ocupação Máxima: 75% NO SUBSOLO, TÉRREO E PRIMEIRO PAVIMENTO E 50% NOS DEMAIS PAVIMENTOS.
50% PARA HABITAÇÃO UNIFAMILIAR.
Altura Máxima: LIVRE PARA HABITAÇÃO COLETIVA, HABITAÇÃO TRANSITÓRIA 1 E 2 E USO MISTO.
02 PAVIMENTOS PARA OS USOS COMERCIAIS E DE PRESTAÇÃO DE SERVICOS E HABITAÇÃO UNIFAMILIAR.
ATENDIDO LIMITE DA ANATEL E AERONAUTICA
Usos Permitidos: Usos Permitidos Habitacionais
HABITAÇÃO COLETIVA.
HABITAÇÃO TRANSITÓRIA 1 E 2.
USO MISTO.
TOLERADO UMA HABITAÇÃO UNIFAMILIAR POR LOTE.
PARA MAIS DE DOIS BLOCOS DE HABITAÇÃO COLETIVA NO LOTE, CONSULTAR O IPPUC.
Usos Permitidos Comerciais
COMÉRCIO E SERVIÇO VICINAL, DE BAIRRO E SETORIAL.
COMÉRCIO E SERVIÇO ESPECÍFICO 1, ATENDIDA A LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA.Os parâmetros de construção para os Usos Permissíveis, serão definidos pelo Conselho Municipal de Urbanismo.
Usos Tolerados: ……………………………
Agendamento de Visitas: Agendamento de visitas somente com a DERVILLE Imóveis.
(41) 99822-3411 Tim | (41) 99178-6464 Vivo
Email: derville@dervilleimoveis.com.br
Agendamento com 1 dia de antecedência.
Visitas sempre acompanhadas pelos nossos corretores de imóveis
MAPA
FOTOS

Reajuste de aluguel de Novembro de 2017 pelo IGP-M de Outubro de 2017

igpm

IGP-M de Outubro de 2017 para reajustar seu aluguel de Novembro/2017

CALCULAR O REAJUSTE ANUAL DO SEU ALUGUEL DE NOVEMBRO DE 2017 PASSO-A-PASSO

Muita gente tem muita dificuldade em entender esta questão de reajustar o seu aluguel. Por isso, resolvi escrever esta explicação para cada mês. Escrito de uma forma didática, passo-a-passo para facilitar a sua compreensão, com gráficos, imagens e vídeos. E, mesmo assim, se houver dúvida, preencha o formulário no final desta publicação.

Para isso, algumas informações importantes serão utilizadas a principal para este passo-a-passo é o indexador IGP-M. Ele foi publicado no final de outubro, por isso, chamado de IGP-M de OUTUBRO de 2017, publicado pela FGV Fundação Getúlio Vargas. Vamos lhe ajudar, neste passo-a-passo, a solucionar o calculo do reajuste do seu aluguel e todos os procedimentos necessários, tanto para o inquilino (LOCATÁRIO), como para o proprietário (LOCADOR).

PERGUNTAS FREQUENTES DOS LEITORES

  • Quando fazer o reajuste do seu aluguel? Descubra primeiro qual é a sua data base ou aniversário do seu contrato para fazer o reajuste
  • Todo inicio de ano eu tenho que ajustar os alugueis? Não! O reajuste se faz anualmente na sua data base ou seja no aniversário do seu contrato
  • Como fazer o reajuste do seu aluguel? Você vai multiplicar o índice IGP-M pelo seu aluguel e depois você soma o resultado ao aluguel, isso, uma vez por ano, na data base ou seja no aniversário do seu contrato
  • O que pode e o que não pode fazer no reajuste do seu aluguel? No passo-a-passo você aprender como isso funciona

Veja este vídeo que vai lhe ensinar como funciona o seu contrato, e quando será o reajuste. Neste caso, é um contrato que iniciou em NOVEMBRO.

[embedyt] https://www.youtube.com/watch?v=5hxkYupl__U[/embedyt]

Agora você viu quando deverá ser feito o reajuste do seu contrato, na renovação do seu contrato. Isto porque, durante todos os meses do seu contrato nada deverá ser mudado. Se você fizer um contrato de 12 meses, que é o tempo mínimo para contratos de locação no Brasil, saiba que nada, nenhum centavo deverá ser cobrado além do que foi contratado. Não é a passagem de um ano para o outro que altera o valor do seu contrato. Vamos supor que meu contrato iniciou em NOVEMBRO de 2016, agora em NOVEMBRO de 2017 ele será alterado através da renovação. Mas, ao chegar a passagem do ano de 2017 para 2018, nada vai alterar, entendeu? Porque o seu contrato renovou em NOVEMBRO de 2017, e é válido até OUTUBRO de 2018.

Atualizando suas informações

Vamos identificar o que já descobrimos sobre seu contrato até agora:

Data do inicio do Contrato: Novembro
Data do fim do Contrato: Outubro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Outubro de 2017

Uma vez que você já saiba qual é o período do seu contrato, ou seja, início e fim, inicia em NOVEMBRO de cada ano, e termina em OUTUBRO de cada ano, agora você precisa saber sobre o INDEXADOR. Normalmente o indexador mais usado para contratos de aluguel tanto residencial como comercial é o IGP-M Índice Geral de Preços – Mercado, que é publicado pela FGV Fundação Getúlio Vargas nos últimos dias de outubro. Para este mês usaremos IGP-M de Outubro de 2017.

INDEXADOR: IGP-M

Quando o seu contrato possui uma referência, ou seja um indexador, tal como o IGP-M/FGV, fica mais fácil para calcular o reajuste. Basta multiplicar o valor acumulado dos últimos 12 meses. Desta vez utilizaremos o IGP-M de Outubro de 2017.

Por que reajustar o aluguel?

Mas, por que é preciso reajustar seu aluguel? O reajuste faz com que o aluguel não fique defasado diante da inflação ou deflação. Saiba a diferença:

  • Na inflação, você precisará de mais dinheiro para pagar o mesmo valor (poder de compra) do início do contrato que firmou. Por exemplo, seu aluguel no início era R$ 500,00, depois de 12 meses, a inflação acumulada em 12 meses atingiu +10%, ou seja, para pagar o mesmo valor inicial, será preciso mais dinheiro. Veja, você vai precisar de mais R$ 50,00 (10%). Então, seu aluguel de R$ 500,00 passará para R$ 550,00;
  • Já, na deflação, você precisará de menos dinheiro (o seu dinheiro valorizou, você terá mais pode de compra). Por exemplo, seu aluguel no início era R$ 500,00, depois de 12 meses, a inflação acumulada em 12 meses atingiu 10%, ou seja, para pagar o mesmo valor inicial, será preciso menos dinheiro. Veja, você vai precisar de menos R$ 50,00 (10%). Então, seu aluguel de R$ 500,00 passará para R$ 450,00

Deixe seu imóvel sob a administração da DERVILLE Imóveis solicite um orçamento para derville@dervilleioveis.com.br.


<

h2>PRIMEIRO PASSO! IGP-M de Outubro de 2017: Descobrir a sua data base para fazer o reajuste anual no tempo


PRIMEIRO PASSO! IGP-M de Novembro de 2017: Descobrir a sua data base para fazer o reajuste anual no tempo certo

Observe atentamente de acordo com a data que inicia o seu contrato de aluguel:

Data Base: JANEIRO

Data do inicio do Contrato: Janeiro
Data do fim do Contrato: Dezembro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Dezembro

JANEIRO 2014 | JANEIRO 2015 | JANEIRO 2016 | JANEIRO 2017 | JANEIRO 2018

Data Base: FEVEREIRO

Data do inicio do Contrato: Fevereiro
Data do fim do Contrato: Janeiro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Janeiro

FEVEREIRO 2014 | FEVEREIRO 2015 | FEVEREIRO 2016 | FEVEREIRO 2017 | FEVEREIRO 2018

Data Base: MARÇO

Data do inicio do Contrato: Março
Data do fim do Contrato: Fevereiro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Fevereiro

MARÇO 2014 | MARÇO 2015 | MARÇO 2016 | MARÇO 2017 | MARÇO 2018

Data Base: ABRIL

Data do inicio do Contrato: Abril
Data do fim do Contrato: Março
Índice a ser utilizado: IGP-M de Março

ABRIL 2014 | ABRIL 2015 | ABRIL 2016 | ABRIL 2017 | ABRIL 2018

Data Base: MAIO

Data do inicio do Contrato: Maio
Data do fim do Contrato: Abril
Índice a ser utilizado: IGP-M de Abril

MAIO 2014 | MAIO 2015 | MAIO 2016 | MAIO 2017 | MAIO 2018

Data Base: JUNHO

Data do inicio do Contrato: Junho
Data do fim do Contrato: Maio
Índice a ser utilizado: IGP-M de Maio

JUNHO 2014 | JUNHO 2015 | JUNHO 2016 | JUNHO 2017 | JUNHO 2018

Data Base: JULHO

Data do inicio do Contrato: Julho
Data do fim do Contrato: Junho
Índice a ser utilizado: IGP-M de Junho

JULHO 2014 | JULHO 2015 | JULHO 2016 | JULHO 2017 | JULHO 2018

Data Base: AGOSTO

Data do inicio do Contrato: Agosto
Data do fim do Contrato: Julho
Índice a ser utilizado: IGP-M de Julho

AGOSTO 2014 | AGOSTO 2015 | AGOSTO 2016 | AGOSTO 2017 | AGOSTO 2018

Data Base: SETEMBRO

Data do inicio do Contrato: Setembro
Data do fim do Contrato: Agosto
Índice a ser utilizado: IGP-M de Agosto

SETEMBRO 2014 | SETEMBRO 2015 | SETEMBRO 2016 | SETEMBRO 2017 | SETEMBRO 2018

Data Base: OUTUBRO

Data do inicio do Contrato: Outubro
Data do fim do Contrato: Setembro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Setembro

OUTUBRO 2014 | OUTUBRO 2015 | OUTUBRO 2016 | OUTUBRO 2017 | OUTUBRO 2018

Data Base: NOVEMBRO

Data do inicio do Contrato: Novembro
Data do fim do Contrato: Outubro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Outubro

NOVEMBRO 2014 | NOVEMBRO 2015 | NOVEMBRO 2016 | NOVEMBRO 2017 | NOVEMBRO 2018

Data Base: DEZEMBRO

Data do inicio do Contrato: Dezembro
Data do fim do Contrato: Novembro
Índice a ser utilizado: IGP-M de Novembro

DEZEMBRO 2014 | DEZEMBRO 2015 | DEZEMBRO 2016 | DEZEMBRO 2017 | DEZEMBRO 2018


SEGUNDO PASSO: IGP-M de Outubro de 2017

As vantagens aumentam quando as informações são precisas. Quando as orientações profissionais dinamizam suas decisões. Portanto, trabalhar com a DERVILLE Imóveis torna-se um grande passo para o sucesso nos seus negócios imobiliários.

IGP-M de Outubro de 2017

IGP-M DE OUTUBRO DE 2017: O REAJUSTE ANUAL DO SEU ALUGUEL PARA CONTRATOS FIRMADOS EM NOVEMBRO

Olá! Todos os meses, nos seus últimos dias, são publicados as informações do boletim da IBRE/FGV sobre o indexador “O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) registrou variação de 0,20%, em outubro. Em setembro, o índice variou 0,47%. Em outubro de 2016, a variação foi de 0,16%. A variação acumulada em 2017, até outubro, é de -1,91%. Em 12 meses, o IGP-M registrou taxa de -1,41%. Os três componentes do IGP-M apresentaram as seguintes trajetórias, na passagem de setembro para outubro: IPA, de 0,74% para 0,16%, IPC, de -0,09% para 0,28%, e INCC, de 0,14% para 0,19%.”

Depois desta informação, o que você deve fazer?

O primeiro é entender os tipos de reajustes para o seu aluguel tanto residencial como comercial!

TIPOS DE REAJUSTES DE ALUGUEL

Antes de conhecer os tipos de reajustes permitidos, observe os tipos que são PROIBIDOS:

  • É PROIBIDO reajustar seu aluguel pela variação cambial de uma moeda estrangeira;
  • É PROIBIDO reajustar seu aluguel com base no salário mínimo.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18  DE OUTUBRO DE 1991)

Art. 17. É livre a convenção do aluguel, vedada a sua estipulação em moeda estrangeira e a sua vinculação à variação cambial ou ao salário mínimo.

Os reajustes para a locação são dois tipos:

  1. REAJUSTE ANUAL (para manter o poder de compra, em função da inflação ou deflação do período contratado, para tanto, usa-se um indexador – geralmente o IGP-M)
  2. REAJUSTE TRI-ANUAL (para assegurar a proporção da “renda” em função do valor de mercado do imóvel locado – que gira em torno de 0,5% a 1,0% para os residenciais)

Na hora de compor o contrato de locação tanto o Locador (Proprietário ou responsável pelo imóvel) como o Locatário (Inquilino) deverão escolher, de comum acordo, a forma que será estabelecida no que se refere aos reajustes durante o contrato ou na sua renovação anual. Por isso, não pode ficar mudando os detalhes durante o contrato firmado! Alguns escolhem pôr em seus contratos: “no maior índice” ou ainda uma relação de índices para serem escolhidos na hora do reajuste. Tudo isso leva a nulidade do contrato.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18  DE OUTUBRO DE 1991)

Art. 18. É lícito às partes fixar, de comum acordo, novo valor para o aluguel, bem como inserir ou modificar cláusula de reajuste.

IGP-M de Outubro de 2017: Reajuste anual

Este reajuste é para manter o poder de compra em função da inflação ou deflação do período do contratoIGP-M de Outubro de 2017

Este reajuste ocorre uma vez por ano no mês de aniversário do seu contrato ou DATA BASE.

Lembre-se que você mora 30 dias, depois paga pelo período que morou.

NÃO pode pagar para morar!

A Lei do Inquilinato é clara em dizer que você mora e depois paga pelo uso.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18  DE OUTUBRO DE 1991)

Art. 43. Constitui contravenção penal, punível com prisão simples de cinco dias a seis meses ou multa de três a doze meses do valor do último aluguel atualizado, revertida em favor do locatário:
I – exigir, por motivo de locação ou sublocação, quantia ou valor além do aluguel e encargos permitidos;
II – exigir, por motivo de locação ou sublocação, mais de uma modalidade de garantia num mesmo contrato de locação;
III – cobrar antecipadamente o aluguel, salvo a hipótese do art. 42 e da locação para temporada.

Na maioria dos contratos de locação, tanto residencial como comercial, o IGP-M é o indexador mais utilizado, pois é o que mais reflete a variação econômica para este segmento.

VAMOS CALCULAR COM O IGP-M de OUTUBRO de 2017: CONTRATOS FIRMADOS EM NOVEMBRO

Portanto, para os contratos firmados em NOVEMBRO de cada ano, serão feitos os seguintes cálculos:

  • Data do inicio do Contrato: Novembro
  • Data do fim do Contrato: Outubro
  • Índice a ser utilizado: IGP-M de Outubro de 2017
  • Data Base (Aniversário) do Contrato: NOVEMBRO/2016
  • Data de Reajuste do Contrato: NOVEMBRO/2017
  • Data do Vencimento do Aluguel reajustado: 05/DEZ/2017 (pode ser outra data em DEZEMBRO/2017 – será a data que você vai pagar o aluguel)
  • Aluguel Atual: R$ 500,00
  • IGP-M acumulado nos últimos 12 meses: -1,41% (em decimais –0,0141 (DEFLAÇÃO!)
Passo-a-passo o cálculo
A) TRANSFORME A PORCENTAGEM EM DECIMAL
-1,41% dividido por 100 = -0,0141
B) MULTIPLIQUE PELO ALUGUEL
R$ 500,00 x -0,0141 = R$ 7,05
C) AGORA SOME O ALUGUEL + REAJUSTE
R$ 500,00 R$ 7,05 = R$ 492,95

Portanto, o aluguel reajustado passará de R$ 500,00 para R$ 492,95 mensais para o período de NOVEMBRO/2017 a OUTUBRO/2018, sendo o seu primeiro vencimento em DEZEMBRO/2017. Você está utilizando o IGP-M de Outubro de 2017!


NÃO SE ESQUEÇA DO RECIBO!!!

Quanto ao recibo de pagamento do aluguel Aluguel pago, gera-se um recibo por parte do Locador.

Isto é obrigatório!!!!.
LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18  DE OUTUBRO DE 1991)
Art. 44. Constitui crime de ação pública, punível com detenção de três meses
a um ano, que poderá ser substituída pela prestação de serviços à comunidade:
I – recusar se o locador ou sublocador, nas habitações coletivas multifamiliares, a fornecer recibo discriminado do aluguel e encargos

Reajuste tri-anual para assegurar a proporção do aluguel com o valor do imóvel

Outro reajuste é pelo valor de mercado que ocorre a cada 36 meses de contrato.

Como funciona

Entendendo que a cada 3 anos ou 36 meses, muitas coisas podem mudar. Inflação ou deflação na economia. Quando a inflação ocorre, você vai precisar de mais dinheiro para comprar a mesma coisa que você comprava antes, então o preço sobe. Mas, se houver deflação, ocorrerá o contrário, o dinheiro valoriza, e com pouco dinheiro você comprará a mesma coisa, então os preços abaixam.

Faça o cálculo

Se você é proprietário de um imóvel e pretende ter renda com a locação então você deverá fazer um cálculo sobre o preço atual do seu imóvel. Vamos supor que seu imóvel valha em torno de R$ 105.180,00 e você pretenda ter uma renda de 0,5% (meio por cento) mensal. Num cálculo simples, teremos R$ 525,90. Claro que neste cálculo desprezamos uma série de fatores que não foram levados em conta. Mas, só para você ter uma ideia como isso funciona.

LEI DO INQUILINATO (LEI No 8.245, DE 18  DE OUTUBRO DE 1991)
Art. 19. Não havendo acordo, o locador ou locatário, após três anos de vigência do contrato ou do acordo anteriormente realizado, poderão pedir revisão judicial do aluguel, a fim de ajustálo ao preço de mercado.

Como eu posso saber se já está na hora de fazer uma avaliação a preço de mercado?

Você deve ter um administrador para os contratos e para seus imóveis. Locação não é brincadeira. Você não pode negligenciar a renda do seu patrimônio. Você precisa de alguém que cuide de cada detalhe. Não basta conseguir um inquilino que pague em dia se o seu imóvel está sendo desvalorizado todos os dias! Agora veja se é o seu caso:

Período Meses de Contrato Indexador
NOV/14 – OUT/15 12 meses INÍCIO DE CONTRATO
NOV/15 – OUT/16 24 meses IGPM/FGV
NOV/16 – OUT/17 36 meses IGPM/FGV
NOV/17 – OUT/18 12 meses Valor de Mercado
ATENÇÃO!!!

Tanto o proprietário como a administradora da locação do imóvel, devem enviar um aviso com até 30 dias de antecedência ao inquilino e ao seu fiador comunicando a forma do reajuste que será adotado. Procure desenvolver um calendário de compromissos com os contratos e a locação. Para a Data Base: NOVEMBRO, este aviso deverá ser feito até dia 30 de SETEMBRO! Neste prazo o inquilino e seu fiador poderão:

  1. aceitar esta proposta de continuidade com o reajuste proposto, ou
  2. apresentar uma contra-proposta, ou
  3. negar a proposta escolhendo sair do imóvel em até 30 dias após o término do contrato.

Você poderá baixar um modelo de aviso: COMUNICADO DE REAJUSTE ANUAL DO ALUGUEL

Se você precisa alugar, então, consulte os imóveis que temos para locação! Aqui

AVALIAÇÃO IMOBILIÁRIA

Neste momento de reajuste, o proprietário (locador) e o inquilino (locatário) contratam um corretor de imóveis avaliador para lhes apresentar uma avaliação do imóvel no VALOR DE MERCADO, bem como o valor de mercado para a locação do imóvel em referência. A avaliação imobiliária custa em torno de 3% do valor do imóvel. Será gerado um documento sob a responsabilidade do corretor de imóveis perito avaliador credenciado, por isso é cobrado honorário por este serviço.

Solicite um orçamento na DERVILLE Imóveis – atendemos Curitiba e Região. Conheça os nossos serviços na Administração da Locação do seu imóvel DERVILLE IMÓVEIS – Avaliação Imobiliária Se você mora em Curitiba/PR ou Região Metropolitana, solicite um orçamento para avaliação do seu imóvel:

Se vc tiver alguma dúvida, me escreva! ok? DERVILLE Imóveis (41) 99178-6464 – Vivo | (41) 99822-3411 – Tim WathsApp | Skype: derville.imoveis | derville@dervilleimoveis.com.br

Apartamento 3 Quartos no Edifício Ana Karenina no Portão, Curitiba, PR

Vende Apartamento 3 Quartos no Edifício Ana Karenina no Portão, Curitiba, PR na DERVILLE imóveis

Confira a localização! Perto de tudo
Apartamento 3 Quartos no Edifício Ana Karenina no Portão, Curitiba, PR pronto para morar. Quitado. Com uma entrada, o saldo pode ser financiado pelo seu banco.
Região que se valoriza a cada dia. Próximo de tudo: escolas particulares, municipais e do estado; faculdades e universidades; academias, comércio em geral, cartórios, farmácias, posto de saúde, Hospital do Trabalhador, padarias, shoppings Palladium e Total. Na avenida República Argentina tem a estação tubo Itajubá.
Vale a pena conferir! Agende já a sua visita
Veja este vídeo! Mas, abaixo temos mais informações úteis para você
Orientamos você, se precisar de financiamento habitacional
Agende sua visita agora mesmo pelo telefone (41) 99822-3411 TIM Whatsapp | (41) 99178-6464 VIVO
Skype: derville.imoveis ou por email: derville@dervilleimoveis.com.br

 

Apartamento 3 Quartos no Edifício Ana Karenina no Portão, Curitiba, PR

 

Apartamento 3 Quartos no Edifício Ana Karenina
Edifício Ana Karenina – Novo Mundo, Curitiba, PR
Estas informações poderão lhe ajudar a decidir pela compra. Mas, se mesmo assim, houver alguma dúvida, entre em contato.
PREÇO: R$ 248.000 DISPONÍVEL: para Vender REF: 0816 000
MAPA
DESCRIÇÃO DO IMÓVEL
Área: 70,12 m² Área Privativa: 60,83 m²
Dormitórios: 3 Vagas de Garagem: NÃO TEM VAGA DE GARAGEM
Condomínio: Edifício Ana Karenina
Endereço: Rua Alberto Stenzowski, 110
Descrição: Vende Apartamento 3 Quartos no Edifício Ana Karenina no Portão, Curitiba, PR
Tipo: Apartamento | Dormitórios: 3 | Andar: 4# | Vagas de garagem: NÃO TEM VAGA DE GARAGEM
Localizado próximo ao Super Mercado Muffato, Shopping Palladium, Shopping Total, importantes instituições de ensino, e do comércio em geral que o bairro pode oferecer. Condomínio R$ 340,00
Ocupado.
Agende a sua visita com a DERVILLE Imóveis com um dia de antecedência
Negociação: Apartamento quitado. Aceita financiamento.
Preço e condições de pagamento poderão ser alterados sem prévio aviso.
Agendamento de Visitas: Agendamento de visitas somente com a DERVILLE Imóveis.
(41) 99822-3411 Tim Whats app | (41) 99178-6464 Vivo
Email: derville@dervilleimoveis.com.br
Agendamento com 1 dia de antecedência.
Visitas sempre acompanhadas pelos nossos corretores de imóveis
FOTOS DO IMÓVEL

Se preferir entre em contato conosco: preencha este formulário!

Parabéns pela sua escolha!

DERVILLE Imóveis