Curitiba: A reforma da Rodoviária

Curitiba: Obras na Rodoviária entram na reta final

Fonte: Diário Indústria & Comércio | quinta-feira 15/mai/2014 19:06

A reforma da Rodoviária de Curitiba entrou na reta final nesta semana. Com 92% do cronograma cumprido, as obras estão agora na fase de acabamento, incluindo a recomposição do pavimento asfáltico e recuperação das calçadas e do paisagismo do entorno.

Os tapumes próximos ao prédio dos fundos foram retirados e as obras atraem a atenção de quem passa pela área interna rumo à ala ferroviária ou aos setores de atendimento ao público da Urbs.

Nesta semana devem ser finalizados o assentamento do piso, a instalação do elevador, acabamento de pintura e da parte elétrica, retirada de entulhos e sobras de material e limpeza. As catracas e as escadas rolantes estão colocadas e prontas para funcionar e, no piso superior, os guichês de venda de passagens funcionam nos seus locais definitivos. As plataformas de acesso dos ônibus à ala estadual passaram, inclusive, por uma lavagem com sistema de alta pressão.

A previsão é que até o fim da próxima semana seja concluído o recapeamento do pavimento asfáltico das vias internas de acesso ao bloco dos fundos para posterior sinalização, que será executada pela Secretaria Municipal de Trânsito. O recapeamento interno foi feito na ala da frente da rodoviária onde, agora, estão concentrados os trabalhos de recomposição da Pracinha do Chafariz, local que, temporariamente, abrigou a feirinha de alimentação e guichês de venda de passagens.

Reforma

A reforma da rodoviária foi iniciada em junho de 2012 com a previsão de chegar a dezembro daquele ano com 50% das obras concluídas, o que não aconteceu – o cumprimento do cronograma não chegou a 15% na época. Para garantir o funcionamento da Rodoviária no período da Copa do Mundo, quando haverá aumento no número de usuários, a atual gestão da Prefeitura refez o cronograma, que prevê a entrega das obras antes do início do Mundial.

O bloco estadual entrará em funcionamento assim que as obras forem liberadas. Como todos os guichês estão funcionando normalmente, bastará direcionar os ônibus estaduais para as novas plataformas para que a Rodoviária opere com 100% de sua capacidade, agora com 50 plataformas de embarque e oito plataformas exclusivas para desembarque. Antes, eram 50 plataformas para embarque e desembarque. Essa nova estrutura amplia a capacidade do terminal em mais oito ônibus a cada 15 minutos.

Reformada, a Rodoviária de Curitiba passa a ser a única do País a contar com controle eletrônico de acesso a salas de embarque, o que é feito por 24 catracas. A novidade trouxe a Curitiba gestores das rodoviárias de Campinas (SP) e de Campo Grande (MT) que estão buscando melhorar os controles de acesso e a segurança de quem viaja. As catracas garantem que só quem vai embarcar circule na área de embarque.

A acessibilidade também é um dos destaques. Em todos os espaços há demarcações em relevo para pessoas com deficiência visual, além de rampas de acesso nas entradas. O deslocamento entre os pisos térreo e superior pode ser feito por elevadores e a travessia entre os dois blocos é facilitada com a instalação de plataformas elevatórias. Elas ficam dentro de cabines com espaço e segurança e que colocam o usuário de cadeira de rodas ou pessoa com dificuldade de locomoção no nível das passarelas, dispensando o uso das escadas.

As entradas de acesso à Rodoviária são livres de obstáculos e os elevadores têm saída para os dois lados, evitando a necessidade de manobra da cadeira de rodas. Os telefones públicos estão em altura acessível e os sanitários adaptados estão em rotas de fácil acesso, próximos às áreas de maior circulação e dentro dos padrões exigidos pela Norma Técnica Brasileira de Acessibilidade o que inclui a sinalização com o símbolo internacional de acesso.

Conforto

A entrada do bloco dos fundos em operação vai distribuir a demanda, garantindo maior conforto aos usuários tanto nas salas de embarque quanto nos espaços de circulação. O conforto também é garantido por forração térmica no teto, com camadas de fibras que isolam o calor mantendo o ambiente mais fresco nos dias quentes e menos frio no inverno. Os usuários terão à disposição um ambiente totalmente climatizado, com o uso de sistema de ar condicionado.

No total, a Rodoviária terá 24 conjuntos sanitários (oito deles com acessibilidade), fraldários, 560 assentos nas áreas de embarque, quatro elevadores e quatro conjuntos de escadas rolantes. Painéis eletrônicos vão auxiliar o passageiro informando os horários de chegadas e saídas dos ônibus com legendas em Português e Inglês.

 

Deixe uma resposta