Vende Terreno Estrutural

Vende Terreno Estrutural no Novo Mundo

A DERVILLE imóveis apresenta Terreno Estrutural, no bairro Novo Mundo em Curitiba, uma excelente oportunidade para investidores, construtoras e interessados na região sul de Curitiba.

Novo Mundo

O bairro Novo Mundo é um dos 75 bairros de Curitiba/PR, comporta uma independência em atendimentos públicos e privados em geral. Quase tudo é possível fazer dentro do bairro. Bancos, comércio em geral, museus, escolas, creches, faculdades, hospitais, clínicas, unidades de saúde publica, shoppings, etc.

Além disso, o acesso fácil para todos os bairros, centro de Curitiba, praias do litoral paranaense, bem como, Região Metropolitana, Aeroporto, São Paulo, Santa Catarina, etc.

Terreno Estrutural

Terreno em área comercial e residencial. Setor Estrutural Sul. Sistema Viário Externa. Terreno Estrutural à venda no Novo Mundo, com 30 metros de frete e 51 metros de fundo, plano, sem vegetação nativa, com 1.530m².

Confira os detalhes abaixo.

PREÇO: R$ 4.100.000 DISPONÍVEL: para Venda REF: 0817 000
DESCRIÇÃO DO IMÓVEL
Área Total: 1.530 m² Área Privativa: 1.530 m²
Dormitórios: Vaga(s):
Condomínio: Particular Endereço: Rua Isaac Guelmann, 4.329/4.345
Descrição: Terreno Estrutural residencial/comercial. Com casas sem valor comercial. Agora, vamos agendar a sua visita acompanhada por nossos corretores?
Negociação: à Vista por R$ 4.100.000,00
Preço e condições de pagamento poderão ser alterados sem prévio aviso.
Metragem: 1.530 m² Testada: 30 m
Zoneamento: SE.SETOR ESTRUTURAL SUL Coeficiente de Aproveitamento: 4,0 – PARA HABITAÇÃO COLETIVA, HABITAÇÃO TRANSITÓRIA 1 E 2 E USO MISTO.
1,0 – PARA HABITAÇÃO UNIFAMILIAR, COMÉRCIO E SERVIÇO VICINAL, DE BAIRRO E SETORIAL E COMÉRCIO E SERVIÇO ESPECÍFICO 1.
Taxa de Ocupação Máxima: 75% NO SUBSOLO, TÉRREO E PRIMEIRO PAVIMENTO E 50% NOS DEMAIS PAVIMENTOS.
50% PARA HABITAÇÃO UNIFAMILIAR.
Altura Máxima: LIVRE PARA HABITAÇÃO COLETIVA, HABITAÇÃO TRANSITÓRIA 1 E 2 E USO MISTO.
02 PAVIMENTOS PARA OS USOS COMERCIAIS E DE PRESTAÇÃO DE SERVICOS E HABITAÇÃO UNIFAMILIAR.
ATENDIDO LIMITE DA ANATEL E AERONAUTICA
Usos Permitidos: Usos Permitidos Habitacionais
HABITAÇÃO COLETIVA.
HABITAÇÃO TRANSITÓRIA 1 E 2.
USO MISTO.
TOLERADO UMA HABITAÇÃO UNIFAMILIAR POR LOTE.
PARA MAIS DE DOIS BLOCOS DE HABITAÇÃO COLETIVA NO LOTE, CONSULTAR O IPPUC.
Usos Permitidos Comerciais
COMÉRCIO E SERVIÇO VICINAL, DE BAIRRO E SETORIAL.
COMÉRCIO E SERVIÇO ESPECÍFICO 1, ATENDIDA A LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA.Os parâmetros de construção para os Usos Permissíveis, serão definidos pelo Conselho Municipal de Urbanismo.
Usos Tolerados: ……………………………
Agendamento de Visitas: Agendamento de visitas somente com a DERVILLE Imóveis.
(41) 99822-3411 Tim | (41) 99178-6464 Vivo
Email: derville@dervilleimoveis.com.br
Agendamento com 1 dia de antecedência.
Visitas sempre acompanhadas pelos nossos corretores de imóveis
MAPA
FOTOS

Reserva Camboriú

Reserva Camboriú

Reserva Camboriú - Condomínio Residencial

O Condomínio Reserva Camboriú proporciona contato direto com a natureza e com os confortos da vida moderna.

São 171 lotes prontos para construir e com infraestrutura completa. Confira!

CASAS & TERRENOS

BAIXA TAXA DE OCUPAÇÃO

E ALTO NÍVEL DE EXCLUSIVIDADE

Prontos

para você começar

um novo estilo de vida

ÁREA TOTAL: 551.681 m²

ÁREA VERDE: 316.000 m²

LOTEAMENTO: 177.787 m²

CAMPO DE GOLFE: 122.000 m²

TAXA DE OCUPAÇÃO: 10% TERRENO

Por que viver no Reserva Camboriú?

Reserva Camboriú

RESERVA CAMBORIÚ É O MELHOR CONDOMÍNIO RESIDENCIAL FECHADO DA REGIÃO

Reserva Camboriú

TRANQUILIDADE

AO LADO DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ,

COM UMA AMPLA ÁREA VERDE,

PROPORCIONANDO LIBERDADE

A VOCÊ E SUA FAMÍLIA

Características únicas

Apenas condomínios muito seletos no Brasil possuem essa combinação tão luxuosa

Infraestrutura, Portaria e Segurança

Reserva Camboriú

Infraestrutura urbana de alto padrão

A INFRAESTRUTURA IMPLANTADA NO CONDOMÍNIO RESERVA CAMBORIÚ CONTEMPLA:

O CABEAMENTO TOTALMENTE SUBTERRÂNEO PARA GARANTIR A VISTA LIVRE DE FIOS E POSTES

RUAS INTERNAS ESPAÇOSAS E COM PAVIMENTO QUE GARANTE A PERMEABILIDADE DO SOLO, O QUE CONTRIBUI COM O MEIO AMBIENTE

TOTALMENTE CERCADO E MONITORADO, COM SEGURANÇA E RONDA 24 HORAS

TUDO PARA O BEM-ESTAR DOS MORADORES

Campo de Golf

Reserva Camboriú

DESAFIE SEUS AMIGOS PARA UMA PARTIDA!

Campo com 122.000 m2

Grama Certificada Tifd Warf

Lagos e bancos de areia

Tipo Executive Course, de curta e média distância

6 buracos e 3 tees (ponto de partida)

Para iniciantes até profissionais

Clube de Golf constituído

Atracadouros de Barcos

Reserva Camboriú

DEIXE O CARRO EM CASA, SAIA DE BARCO

Atracadouros Privativos (1 a cada 4)

terrenos, com água e energia elétrica)

Atracadouro Coletivo Atol das Rocas (com água e energia elétrica)

Barcos até 60 pés sem flybridge

Acesso ao mar pelo Rio Camboriú milhas náuticas até a Praia

Central de Balneário Camboriú

Quadra de Tênis

Reserva Camboriú

UMA LIBERDADE QUE POUCOS OFERECEM LAZER PARA TODAS AS IDADES

UMA AMPLA GAMA DE SERVIÇOS ESTÁ PREVISTA PARA VOCÊ E SUA FAMÍLIA

SERÃO SERVIÇOS TERCEIRIZADOS E NO ESQUEMA PAY-PER-USE

Fotos do Local

Pronto para você construir:

Lotes de 643 m² a 2062 m²

10 minutos da Praia Central

Segurança completa 24h

Reserva Camboriú

EXCELENTE LOCALIZAÇÃO

Alugar imóvel volta a ser opção atrativa

Com juros baixos, alugar imóvel volta a ser opção atrativa
Por Secovi Rio – 30/01/2019 16:33

Investimento conservador que costuma fazer especialistas torcer o nariz, a aquisição de um imóvel para alugar ficou mais atrativa na comparação com outros ativos de renda fixa desde que as taxa de juros caíram para patamares mínimos históricos.

O mesmo não é dito quando o assunto é a poupança, que ainda domina as aplicações. É uma questão matemática: com a Selic a 6,5%, o ganho bruto mensal de investimentos em renda fixa tradicional é de 0,47%. Na poupança, o rendimento é de 70% da Selic, ou 0,37%. É percentual semelhante ao 0,4% a 0,5% obtido por um proprietário que deseja alugar um imóvel. O cálculo é feito com base no valor de avaliação da propriedade: um apartamento que vale R$ 300 mil poderia ter valor mensal de aluguel de R$ 1.500. Segundo o professor William Eid, coordenador do Centro de Estudos de Finanças da FGV, o movimento de migração para imóveis é comum em economias desenvolvidas, como Europa e Estados Unidos, onde os juros muito baixos estimulam a diversificação em investimentos desse tipo.

“Imóvel compõe portfólio de investimentos no mundo todo. A gente passou por momentos de crise que deturparam a visão”, afirma Daniel Varajão, planejador financeiro pela Planejar, associação de profissionais do setor. Com juros elevados, como os 14,25% -ou 1% ao mês- que o Brasil viveu há poucos anos, ter dinheiro imobilizado em um imóvel e rendendo a metade do que o obtido em investimentos de pouco risco não fazia muito sentido, do ponto de vista financeiro. Os riscos desse mercado, como vacância, custos de manutenção e a necessidade de manter o valor do bem imobilizado, no entanto, persistem. Varajão se apropria de um conceito de contabilidade para alertar sobre os riscos do investimento mesmo no cenário de juros baixos. “Ativo é aquilo que gera receita, não despesa.” Portanto, não faz sentido entrar em um financiamento imobiliário e pagar juros para ter um imóvel para alugar no futuro.

Da mesma forma, o imóvel gera despesas -como custos de manutenção, que ficam sob responsabilidade do proprietário mesmo que esteja alugado- que precisam ser incluídas no cálculo de rentabilidade. Há ainda a baixa liquidez -a demora em vender o imóvel se precisar de dinheiro. “As pessoas reaprenderam o que é uma reserva de capital. Não se torra esse dinheiro de uma hora para outra”, diz o advogado Jaques Bushatsky, diretor de Legislação do Inquilinato do Secovi-SP (sindicato que representa o setor imobiliário).

Eid, da FGV, lembra ainda que nada de concreto mudou no cenário econômico do país e que, por enquanto, juros e inflação em baixa refletem expectativas. Por isso, comprar imóveis agora em que a economia ainda se recupera lentamente pode ser arriscado. Ele acrescenta que, apesar de haver uma percepção de que brasileiros estão mudando hábitos de investimento, isso não se reflete na massa de aplicações. O Tesouro Direto divulgou que o número de investidores ativos na plataforma subiu 35% em 12 meses até novembro, para 752 mil pessoas. Essa massa, porém, é uma fração dos mais de 100 milhões de poupanças do país e da estimativa de 8 milhões de investidores que aplicam via fundos. O professor diz ainda que uma pesquisa feita na FGV mostrou que o brasileiro tem, em média, R$ 2.000 na poupança. O valor é equivalente à renda média mensal, o que significa que quase não há poupança. E esse valor não muda de aplicação. “Essas pessoas estão muito bem enquadradas na base da pirâmide, e nesse patamar o investimento é de proteção contra a pobreza. Elas não estão preocupadas com rentabilidade, mas com a segurança”, afirma Eid. “Por isso ficam na poupança e imóvel com rendimento péssimo”, complementa.

No caso dos imóveis, há ainda a segunda fonte de renda, que também funciona como uma garantia, lembra Varajão, da Planejar. Eid questiona ainda o crescimento do número de investidores na Bolsa. Segundo a B3, o país tinha 813 mil investidores, mas o dado tem sobreposição de CPFs. Se um mesmo investidor tem conta em duas corretoras, ele é contado duas vezes. “Em 2012 fizemos um estudo com declarações de Imposto de Renda dos candidatos. O percentual do patrimônio deles investido em Bolsa era de 0,29%”, diz o professor da FGV. Com esse exemplo, que tende a pegar uma fatia da população com renda mais elevada que a média, ele ilustra quão baixa é a disposição dos brasileiros à diversificação e ao risco.

Como planejador financeiro, Varajão é menos cético e vê entre investidores maior disposição à diversificação. Ele defende que aplicações em Bolsa deveriam levar em consideração a fase de vida e o apetite a risco, mais do que o valor que o investidor tem para aplicar. “A gente veio de um histórico de juros altos. Quem vai fazer qualquer outro investimento se tem 1% ao mês de ganho com baixo risco? O juro alto reprime investimento nas outras classes de ativos. Quando o BC mantém juro baixo por período longo, mesmo quem não tem conceitos financeiros arraigados procura mais rentabilidade”, afirma.

FONTE: Folha de São Paulo

Aqui vai uma sugestão. Apartamento bem localizado para investir. Ideal para quem pretende gerar uma renda extra com locação.