Moradores de áreas de risco assinam contratos para ocupar 127 novas casas no Cachoeira

Moradores de áreas de risco assinam contratos para ocupar 127 novas casas no Cachoeira
14/07/2015 14:29:00

principal

Famílias das vilas Três Pinheiros, no Butiatuvinha, e Parolin, assinaram nesta terça-feira (14) os contratos para aquisição de unidades no Residencial Pinheiros. O conjunto habitacional com 127 unidades foi construído no bairro Cachoeira com recursos do programa Minha Casa Minha Vida. As moradias serão destinadas para moradores em área de risco cadastrados pela Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab).

Do total de unidades, 77 serão ocupadas por moradores da Vila Três Pinheiros e 50 por famílias do Parolin. A primeira fica em uma área de morro e apresenta riscos de deslizamento, em especial quando há fortes chuvas. Já no Parolin, as casas ficam às margens do rio Vila Guaíra.

A assinatura dos contratos é a etapa que antecede o recebimento das chaves dos imóveis. “Com a entrega do Residencial Pinheiros vamos assegurar mais qualidade de vida para estas famílias que se encontram em condições bastante precárias. Elas deixarão para trás as áreas irregulares onde vivem e receberão novas casas em local com toda infraestrutura implantada pelo município”, afirma o presidente da Cohab, Ubiraci Rodrigues.

Um dos beneficiados é o pintor Altamir Domingos, 41 anos. Morador da vila Três Pinheiros há mais de uma década, ele está feliz com a mudança pela qual sua vida vai passar. “Vai ser ótimo morar em um lugar melhor, mais tranquilo. Vou poder viver em segurança e o melhor de tudo é que a casa vai ser em meu nome. De lá ninguém mais me tira”, destaca.

Entre as 127 famílias das duas vilas, o serviço social da companhia detectou a existência de quatro casos de pessoas usuárias de cadeira de rodas. Eles vão morar em casas adaptadas, que contam com rampa de acesso, portas mais largas, espaço interno do banheiro maior, barras de apoio no vaso sanitário e próximas ao chuveiro, pia adaptada sem coluna, tudo para permitir maior independência aos moradores.

Vida nova

A auxiliar de serviços gerais Dilcélia Pires, 32 anos, mora com os três filhos em uma pequena e antiga casa de madeira na vila Parolin. Cansada de viver em beira de rio, ela projeta com satisfação o futuro próximo. “Nem consigo acreditar que o dia da mudança está chegando. Agora que assinei o contrato não tem mais volta, a casa vai ser minha. Tenho certeza de que nossa vida vai melhorar bastante. Morar em uma casa boa sempre foi meu maior sonho”, diz.

Fonte: Agência de Notícias da Prefeitura de Curitiba

COHAB: Projetos gratuitos para famílias com renda até 5 salários mínimos

Famílias com renda até 5 salários mínimos podem fazer projetos gratuitos na Cohab

O serviço atende interessados em construir ou ampliar moradias até o limite de 70 metros quadrados de área construída

Famílias com renda até cinco salários mínimos que desejam construir ou ampliar sua casa própria podem procurar a Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab) para contar com um serviço gratuito de elaboração de projetos. Não é necessário estar inscrito na fila nem ter comprado um imóvel da Companhia para ter direito ao benefício. Qualquer pessoa proprietária de terreno no município de Curitiba pode procurar o Setor de Aprovação de Projetos da Cohab e fazer a solicitação.

O atendimento também inclui a emissão de alvará simplificado – documento que regulariza a construção e após o término da obra permite o registro do imóvel em cartório. A exigência de alvará para obras de construção de moradias está definida em lei municipal. Ao final da obra, o proprietário solicita uma vistoria da Prefeitura, para obter o Certificado de Vistoria de Conclusão de Obras (CVCO). Em seguida é possível a averbação da edificação no cartório de registro de imóveis.

Para se enquadrar no benefício, a construção deve ter uso exclusivamente residencial e área máxima de 70 metros quadrados em um único pavimento. É permitida apenas uma residência por lote, todavia no caso de imóveis oriundos de projetos de reassentamento e regularização fundiária promovidos pela Cohab é autorizada a emissão de dois ou mais alvarás no mesmo terreno.

Nos casos de reformas ou ampliações, o total de área construída também não pode ultrapassar os 70 metros quadrados. “Este serviço garante que a reforma aconteça dentro dos parâmetros legais, pois muitas pessoas que ampliam suas casas sem orientação, acabam construindo de maneira errada e não conseguem registrar o imóvel”, explica o presidente da Cohab, Ubiraci Rodrigues.

Vantagens

Graças a um convênio firmado entre a Cohab e o Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (CREA), a família que obtém o alvará simplificado não é obrigada a contratar responsável técnico (engenheiro ou arquiteto) para acompanhar a obra. “Reforma já é um gasto pesado, então economizar o que seria pago a um destes profissionais gera uma importante economia em especial para famílias de menor renda”, destaca Rodrigues.
Além de receber o projeto gratuitamente e não precisar contratar um responsável técnico, existe outra vantagem após a regularização do imóvel. Trata-se da possibilidade de isenção do IPTU, que é concedida para residências com até 70 metros quadrados e valor venal de no máximo R$ 39,4 mil.

Ampliação

A dona de casa Rita de Cássia, 44 anos, é moradora de uma casa no conjunto moradias Itaqui no Tatuquara, onde vive com três filhas e três netos. Ela procurou a Cohab para fazer um projeto de ampliação, já que a moradia ficou apertada depois que a filha mais velha chegou com as três crianças. “Quero construir mais três peças atrás para ela morar com meus netos. Vai ter um quarto, um banheiro e a sala conjugada com a cozinha”, conta.

A casa original tem área de 43 metros quadrados e a ampliação terá 23 metros quadrados, ficando a soma dentro dos 70 permitidos. “Tem gente que aumenta de qualquer jeito, mas eu queria fazer tudo certinho, por isso vim na Cohab e fui muito bem atendida. Expliquei o que eu preciso e já saí com o desenho do projeto pronto. Agora é só contratar pedreiro e fazer a obra”, disse Rita.

Serviço

O atendimento aos interessados é prestado pelo Setor de Aprovação de Projetos da Cohab, que funciona no segundo andar da sede da Companhia, na rua Barão do Rio Branco, 45. Mais informações poderão ser obtidas nos telefones 3221-8948 e 3221-8293.

Fonte: COHAB Curitiba